Tipica Potuguesa


Para já, devo esclarecer que no que me diz respeito, a coisa boa de ir a congressos e conferências é que eles, os organizadores, dão coisas (pagas por nós mas...eles DÃO): canetas, blocos e malas!

No outro dia...no tal que houve um congresso...vim do almoço e vi à entrada uma fila (em questões de milésimos de segundos, e vocês sabem que o cérebro é capaz disto, pensei que raio era aquilo uma vez que as nossas coisas já tinham sido dadas de manhã ao fazer o registo e depois pensei fila, fila, fila só podem estar a dar coisas!).

Fui meter o nariz, inspeccionar o que era...como se isso importasse...e apurei que estavam a dar uma caneta e um estojo metalizado para cartões de visitas!

Epá, dado é dado, ainda por cima enquanto inspeccionava depositaram-me logo os objectos na mão, que tinha subtilmente esticada, escapando-me assim (muahmuahmuah) à fila.

Boaaaaa...que esperta (já sei pensam que fui odiosa, mas não fui! Porque de facto havia uma segunda moça a fazer distribuição e a fila só estava na primeira, não sei porque é que toda a gente embicou para a primeira, gente doida, pois se havia lá outra moça...hummmm...não reparei no decote...provavelmente...nahhhh...aquilo era tudo gente séria....mas agora pensando bem....acho que a maioria das pessoas que integravam a fila eram homens...hummmm....nahhhh....aquilo era tudo gente séria, que só queria esticar a mão e agradecer no fim).

Enfim...mais umas porcarias para ter lá em casa a fazer pó!

Mas dado é dado e eu agradeci com um sorriso, olhos brilhantes e uma palavra de agradecimento!

Obrigada!

Da neura ao desencaixe!


Ontem foi um dia de neura!
Porquê? Eu sei lá porquê, por tudo e por nada.
O que desencadeou? Talvez um pesadelo que tive...não sei...ontem, não foi um bom dia!

Hoje é um daqueles dias...em que tudo parece normalmente desencaixado!
Porquê? Eu sei lá porquê.
O que o desencadeou? Talvez esteja a ressacar da neura e esteja num momento de parvalhice relativa.

Porque é que digo isto?
Exemplifico:
De manhã andei a escolher um livro para começar a ler e tanto escolhi que (para além de quase ter perdido o comboio) trouxe um que já tinha lido.
Depois chegada à estação final fui comprar o passe e deixei lá a mala...que tinha o livro. Pois já sei que estão a pensar que foi uma "vendeta" do sistema nervoso...mas que raio dentro da mala estavam lá muitas chaves e essas chaves abrem portas.

You know what I mean?

Anyway,

Só tenho que esperar que este dia passe...porque amanhã virá um dia melhor...
...e isto afirmo com toda a certeza de quem já andou nestas andanças!

:p

Frases da vida


"It is pretty hard to tell what does bring happiness; poverty and wealth have both failed"


By Kin Hubbard

Fragmentos


Antes de sair de casa para ir votar:

- Espera! A mãe vai só buscar a mala...
- Também quero uma mala...
- Queres uma mala?
- Quero!

Pus-lhe uma pochette de gajo e ele lá foi todo contente.
Foi de óculos escuros, relógio de pulso, todo perfumado e de pochette (onde guardou a chucha) -parecia um adulto pequenino.

Mãe e filho de mãos dada. Mãe toda babada de orgulho do seu bonequinho.


Na escola onde, depois de me entregarem o papel, exerci o meu direito de voto.

-Também quero escrever!
- Não podes filho...é só para a mãe!
- TAMBÉM QUERO ESCREVER!

Agarrou-se à caneta (que estava atada com o cordel) e puxava-me pelo papel já dobrado...

Óbvio que não lho dei, ele espojou-se no chão e o bonequinho de antes ficou amarfanhado numa birra de lágrimas de crocodilo e em pontapés atirados ao ar no meio de uma gritaria.

Mãe com filho às costas. Mãe toda suja com a baba do filho birrento.
:)

Bless you!


Já alguma vez repararam naqueles cães, geralmente de raça pequena, que quando ladrem o fazem com o corpo?

Não?

Epá, são cães que quando (fazem bau, bau, bau) dão pequenos saltinhos esganiçados, sacodem o corpo todo, as orelhas são atiradas para cima, levantam os pés do chão e por um segundo parecem pairar no ar e continuam naquilo, irritantemente, durante algum tempo como se alguém, para além deles, se importasse?


Exactamente...

Agora imaginem uma pessoa, do género masculino, nesses preparos...só para espirrar...

...é que nem vos digo para onde é que ele atirou as orelhas!


Old soul


Conheci, mais de perto, uma pessoa...

Só para satisfazer a minha curiosidade...

Os nossos filhotes andam juntos na cresce e ela uma vez chamou-me pelo nome e eu, que nunca a tinha visto, fiquei naquela...wtf?

Agora, no aniversário do gajix fomos convidar o gajix dela para vir...e trazer os pais...

Enquanto os miúdos se entretinham eu falei com ela e não gostei do que ouvi...

Por dentro daquele corpo de quase trinta anos (acho) existe uma alma velha...muito velha...quase senil...que repete conversas...consecutivamente!

Conheço pessoas mais velhas que eu que têm um espírito activo, energético e alegre...e que, por isso (também) me impressionam!

Aquela moça, de quem eu não sei o nome, de quase trinta anos e que um dia me chamou pelo meu...é velha!

Há dias que só podem ser divertidos...não há hipotese de serem outra coisa


É muito gratificante perceber que foram cometidos alguns erros no trabalho...porque se podem corrigir sem que intervenções de força maior nos apontem os dedos (os cinco)!
Rio-me imenso mas sempre com uma cara muito séria, para manter a pose!

É particularmente gratificante quando estamos a cometer erros e... a ver... para depois refazer...pelo menos seguem bem...quero dizer...acho que seguem bem!
Farto de me rir (para dentro), bato na testa e dizer (para dentro) "ai que parvinha".

É imensamente gratificante quando me ponho a caminho de um congresso nacional e depois de muito andar e suar as estopinhas aperceber-me (por inquérito directo) que afinal é só amanhã...
Fartei-me de rir (graciosamente, ou seja o típico sorriso amarelo perto das pessoas interpeladas) e vim, por ali fora, sempre feliz para o trabalho mas...não deixando de me chamar todos os nomes (sem 'inhos) de animais que tenham orelhas compridas, pêlo no corpo e caudas grandes e que nos dias iluminados pela graça celestial fazem ió ió e outros sons que não consigo, de momento, traduzir em palavras)

E ainda beneficiei de uma boa caminhada...hã?...com esta é que não contavam!
Bem boa, por sinal!


Também queriam, não era?
Roam-se de inveja!

Isto das festas em casa...


...tem muito que se lhe diga!


Uma pessoa esmera-se para ter a casa limpa e arrumada. Quando finalmente acha que está razoável...

...chegam os mini-terroristas....

...e (quando se vão embora) deixam a casa toda de pantanas!

Vale a pena? Vale!

;)

LUFA LUFA mental


Este fim de semana andei para trás e para a frente a organizar uma festa!

A festa do pingarelho mais conhecido por vós por gajix!

Gajix parece ter gostado. Eram 21 horas já dormia o sono dos justos.

No entanto...a trabalheira que foi... eu esfregava escadas e chão e ia fazendo, mentalmente, a lista das compras!

Enquanto fazia as compras, mentalmente, ajustava o melhor processo de arrumar a casa (todo o resto que faltava) de forma a ter o melhor aproveitamento possível.

E depois enquanto fazia a limpeza, mentalmente, organizava a mesa com a doçaria e os salgados!

Neste momento estou a tentar fazer, mentalmente, uma simulação da limpeza a ser feita...outra vez...o chamado...pós festa!

Mas...isto cansa! Já não tenho capacidade de fazer tantas projecções mentais como gostaria.

Quanto ao gajix teve 3 simulações de que se ia cantar os parabéns. Duas delas falsas só para o manter mais sossegado. A terceira deve ter sido para mim...só para me manterem mais sossegada e à quarta foi de vez!

Adorou as prendas e gostou mais ainda da companhia.

(Ta...ra!)

Frases geradas

Dekruella knew it would be in the last place she looked for it, so she looked there first. Porque a menina aprende com a repetição de erros ;)

Dekruella is beyond all apprehension. Até aqui nada de novo...afinal...sou tão...mas tão...que estou para lá dela!

dekruella is writing a book on how to read. Posso já revelar que é muito fácil de ler....ihihihihhihi!

Dekruella is wondering: If a man says something in the middle of a forest and there isn't a woman around to hear him, is he still wrong?....hummmmm...acho que sim...acho que até mesmo assim...hummmm...não sei, hesito...que acham?

Dekruella is wondering: What happens if you get scared half to death twice?....Aposto que sabem! Sabem não sabem? Pois sabem...contem contem contem!

Frases geradas daqui!

Poing poing

Parents


À medida que vejo com orgulho e satisfação a minha cria a crescer vejo também com alguma tristeza os meus progenitores envelhecerem.

Vão nos setenta.

Custa-lhes o levantarem de uma cadeira. Custa-lhes o andarem mais ligeiros. Os dedos das mãos estão todos retorcidos, os lábios engelhados, o cabelo está todo branco. Falam alto e não percebem à primeira, às vezes nem à segunda, o que se lhe diz.

Ter que se explicar tudo em voz alta e devagar para perceberem não só as palavras como o sentido.

Mete aflição. Por vezes penso nas dificuldades que eles passaram e que eu nunca senti...e das quais só ouvi falar..."noutros tempos"...eram novos e vigorosos...ainda tinha a vida toda pela frente.

Mete impressão aperceber-me da sua mortalidade. Eles estiveram sempre ali, ao esticar de um braço, e apesar de prestarem pouco apoio afectivo sempre fizeram o que podiam ou o que sabiam e de uma maneira muito própria, para o dar...

Esperamos que eles estejam sempre ali mas as dores, as mazelas e o desgaste, a pouco e pouco, arrastam-os...
...e eles começam a desvanecer no e pelo tempo.

Eles ainda estão ao esticar de um braço mas agora o braço será o deles...
:'(

O porno...


...no vídeo dos Rammstein, dado-me a conhecer pela minha sempre atenciosa Precious (que está sempre a par de todas as novidades, bendita seja!)...está genial.

Bom, porno é porno não há nada aqui que seja novo a não ser...por ser usado num vídeo de apresentação da musica "Pussy"!

A primeira vez que os vi foi com um coiso na mão, do tamanho de um elefante, a simularem ejaculações e sexo SM...e agora estes homenzinhos tornaram-se bem mais audaciosos.

Agora é ver o circo a pegar fogo!

E eles vêm cá em Novembro e eu...aiiiiiiiii....gostava de os ir ver....

Modernices


Gosto de updates e de coisas modernas.

Se pudesse tinha uma casa toda artilhada.
Teria uma daquelas casas em que se bate palmas e as luzes acendem, apagam-se, ficam mais suaves com luz ambiente, um plasma enfiado na parede que sairia quando eu accionasse um botão qualquer e sound surround em stereo (esta foi pós chicos espertos).
Teria uma sala só para jogos, outra com piscina interior, banho turco e jacuzzi. Teria uma aspiração central e o duche do tamanho da sala de banho. Um dos quartos teria uma cama de água, outro um espelho no tecto outro teria uma bola pendurada no sitio do candeeiro. Tudo isto artilhado com coisas que saíssem de dentro de paredes (até as camas) e de dentro de armários...até... quem sabe... os armários pudessem sair também de dentro da paredes.
Tudo isto seria accionado pelas impressões digitais, ADN e leitura digital dos pêlos do nariz...

Bom, desviei-me do assunto...quero dizer...mais ou menos...achei apenas que deviam saber o tipo de pessoa que sou quando vejo um botão à minha frente...a tendência será sempre...apertá-lo...com muita alegria e em grande excitação...e se for vermelho...uhlálá!

Apertadinha


Hoje não sei o que é que deu nas pessoas...
...encheram o comboio (o pessoal vem das férias todo "quebrado" e depois usam os Transportes públicos e ainda têm o descaramento de se sentarem mesmo sem serem regulares....pfffff) e os únicos lugares vagos eram, nos bancos de três lugares, os do meio.

Que remédio tive, eu, senão sentar-me num desses lugares...ou isso...ou teria que ir em pé. E garanto-vos que ler um livro em pé num comboio não dá muito jeito!

Lá escolhi um lugar no meio de duas das pessoas (óbvio né? afinal é disso que estou a falar. Pronto é uma frase desnecessária mas foi para dar mais ímpeto à coisa que por acaso não tem grande interesse literário na vida das pessoas comuns e que têm mais que fazer do que estar a ler coisos do umbigo...enfim...já que chegaram até aqui que continuem se faz favor!) que habitualmente viajam comigo (comigo é como quem diz...não é propriamente comigo é...no comboio...não os conheço de lado nenhum...a não ser...do comboio) e lá fui eu, apertadinha, parecendo (mais) deficiente a tentar segurar no livro...

O pior não foi o ir apertadinha.

O pior foi ir com os bracinhos encolhidos a segurar no livro e começar a sentir cócegas...

Os homens...ahhhh...os homens e os braços...a fazerem-me cócegas...com aqueles pêlos espetados!

Tive que me rir. Limpar os braços (como se isso fizesse com que as cócegas me passassem) e ajeitar-me melhor.

De modo que fiquei tal qual como um T-rex, bracinhos em cima com a dentuça à mostra (sorrir das cócegas -só para quem não percebeu)...só faltou fazer...

Grauuuuuuuuu....e acenar com as garras!

Joker...am ai?


A mén uas puled ouver for draiving tu fést, iven dou i thóg i uas draiving djast faine.

Ófiçar: iú uer spiding.
Mén: Nou, ai uasnt.
Ófiçar: ies, iú uer. Ai'm guiving iú a tiquet.
Mén: Bat ai uasnt spiding.
Ófiçar: Tel dat tu da djadge! (Da ófiçar guives mén da tiquet.)
Mén: uld ai guet anader tiquet if ai caled iú a djark?
Ófiçar: ies, iú uld.
Mén: uat if ai djast thóg dat iú uer?
Ófiçar: Ai cant guive iú a tiquet for uat iú think.
Mén: Faine, ai think iú ar a djark!

A ver vamos se conseguem ler e perceber isto :P

Fragmentos


Comprei lápis de cera, 12.

Comprei um livro para colorir, 22 gravuras.

Já pintei, sozinha, 3 delas...

Estão todas catitas...se o gajix não pintar o resto...terei que "me chegar à frente!"

Indecisa


Tenho três assuntos para desbobinar e não sei por qual deles devo começar...

Podia falar de um, uma vez que hoje é o dia certo para o fazer...mas ainda não preparei o texto e vai demorar algum tempo para o fazer. O que quer dizer que não vou ter tempo!
Não sei...podia talvez arranjar algum tempo mas é um bocadinho difícil...mesmo que o pagasse a alguém que tivesse de sobra...não dava para pôr o conceito a funcionar...se calahr ponho só um link...quem sabe?

Podia falar de outro cuja ideia me surgiu de uma conversa msn...

...ou podia escarrapachar aqui a conversa...mas tinha que a editar e está muito grande até tem horas e data e tudo....nahhhh....

Falar sobre o que surgiu era mais curtido mas lá está...tenho a ideia, no sitio donde os cabelos nascem e se penduram, mas ainda tinha que a preparar com os dedos para ter algum gozo de escrever e vocês de ler...

pronto e estou nesta...vai não vai! Ping Pong!

:D

Frases da vida


"In a time of universal deceit - telling the truth is revolutionary act."

George Orwell

Porque se deve ter e-mail

video

Não resisti em partilhar isto. Obrigado à Precious que me enviou esta sequência hilariante e com a qual já me espojei a rir.

Saramago


O único livro que li do Saramago foi o "ensaio sobre a cegueira"...muito antes de sair o filme...e gostei!

É o género de livro que eu gosto, no entanto já tinha ouvido, acerca do autor, que ele escrevia sem pontuação. Naquele livro tinha pontuação, pelo menos que me lembro, não me recordo era se era toda mas que tinha, tinha.
Agora ando a ler outro dele, a viagem do elefante, não vou meter entre aspas ou fazer itálico no livro, precisamente porque é assim que ele escreve. A pontuação consiste apenas em virgulas e pontos finais. Os diálogos são todos corridos mas lêem-se lindamente e não há cá letras grandes para escrever nomes de pessoas ou países, nada disso.
No entanto, apesar de não ser o meu género de livro até se vai lendo é um pouco sensaborão na medida em que tentar levar-nos ao sorriso e até tem partes que o justifica, deixo-vos aqui um cheirinho.

"Fez plof e sumiu-se. Há onomatopeias providenciais. Imagine-se que tínhamos de descrever o processo de sumição do sujeito com todos os pormenores. Seriam precisas, pelo menos, dez páginas. Plof." in "A viagem do elefante" de Saramago.

Genial não? As minhas onomatopeias são o pppffff e o Bof que dizem tudo o que penso em determinadas situações :P

Regresso ao trabalho


É BOM regressar ao trabalho...

É BOM ver que a pilha de papeis com que eu contava estava lá todinha aconchegada com mais alguma coisita ou outra.

É ENGRAÇADO ver a quantidade de emails com situações pendentes...

E foi sobretudo GIRO ver os meus colegas a virem, à minha sala, cumprimentarem-me pelo meu regresso...pelo menos todos aqueles que tinham dinheiro a receber.

Cool

I Should have known better



Por causa do post anterior (uma vez que era para ser este o titulo), lembrei-me desta música dos anos oitenta.

Lembram-se disto? Xiiiii...ao tempo que eu não a ouvia...olha que bem que ainda se ouve ;)


Aqui a letra.

Há dias de sorte...

O carro foi todo limpo.

Por dentro:
Passou-se o aspirador por dentro.
Sacudiu-se todos os tapetes.
Limparam-se os bancos.
Limpou-se o tablier.
Limpou-se os vidros.

Por fora:
Passou-se a vassoura com água e detergente.
Usou-se um esfregão para tirar as porcarias mais agarradas.
Limparam-se os vidros.
Usou-se um pano para puxar lustro.

Passeio:
Com o carro limpo foi-se dar um passeio. Mostra-se o carro a brilhar aos que andam por aí cheios de pó...e aos outros que também estão limpos. Orgulho.

Decide-se dar uma volta a pé e estaciona-se o carro à sombra de um árvore. Os passarinhos chilreiam, o céu está azul. O dia parece perfeito.
Quando se regressa do passeio já anoiteceu e todos os pássaros se recolheram...mas não sem antes...



Fragmentos


O gajix foi pela primeira vez ao cinema. No forum de Faro.

Foi ver o UP e gostou.

Portou-se muito bem. Embora falasse muito alto antes e no intervalo...durante o filme esteve sempre muito atento, chegou a assustar-se (que é o que se espera de um bom filme ;)) e deu um salto na cadeira numa cena com os cães falantes.

Infelizmente viu-o em Inglês e em vez do:

- MAS É UM CÃO FALANTE!!! (frase a que eu o já tinha acostumado)

levou com um:

- But is a talking dog!

Do mal o menos...ele mais dia menos dia...vai ter que aprender Inglês!
:P

Faro e os sinais

Fui a Faro. Fui. Podia não ter ido mas fui.

Estava alojada numa vilazinha chamada Moncarapacho e fui a Faro...várias vezes...podia não ter ido mas fui!

Numa dessas vezes fui de noite e se de dia já tive alguma dificuldade com sinais... de noite os sinais ...deixaram de ser visíveis...parecia que não tinham reflectores...

Numa das ruas de Faro (perto de um parque onde apanhei um comboiozito... daqueles que dão uma volta turística pela cidade para mostrar os pontes de interesse) temos (para quem quer sair da cidade e ir para onde eu queria ir, que era para "casa") um sinal informativo (daqueles em forma de seta) que indica que podemos cortar "ali" para apanharmos a estrada mas...quando nos chegamos ao eixo da via para cortarmos a estrada afinal tem um sentido proibido...

Mas o sinal que mais gostei foi este...catita não?

Lavagens




Andei em lavagens...lavei todas as peças de roupa que foram e vieram.

Na máquina de roupa meti todos os toalhões de praia, todos os chinelos, ténis e sandálias, malas e pochettes, peluches, sacos e bolsas...tudo o que lá pude enfiar.

Na máquina da louça meti os brinquedos de plástico do gajix.

Foi tudo ao banho.

Contudo a peça mais delicada foi a cadeira do carro que transporta comodamente o meliante do gajix...

Enchi um tanque de roupa com água, detergente e lixívia e tentei lá enfiar a cadeira. óbvio que não consegui enfiá-la por completo e comecei a sentir-me frustrada...queria deixar aquilo um bocadinho de molho e assim não dava. Fui buscar uma escova e esfreguei as fitas, e tecidos onde ele apoia as mãos...

Comecei por tirar o apoio da cabeça e examinei melhor a cadeira. Desmontei-a! Porque não? Tirei-lhe todos os tecidos, algumas partes ao puxão e lavei tudinho na mistura do tanque e o resto da cadeira à mangueirada.

E já que estava com a mangueira na mão imaginem o que mais lavei com ela?
Pois claro, o gajix. Ele adorou.

Agora está tudo a secar...menos o gajix...que já mudou de roupa ;)

Só me preocupa...como raio vou montar a cadeira...já antevejo que vá sobrar alguma peça...sobra sempre não é?

Mas se sobrar é porque não faz falta, não acham?

Pois, eu também!
;)