A varicela


...chegou finalmente ao corpo do gajix.

Estava a ver que não!!!!

Já todos os miúdos, no jardim de infância, tinham apanhado e ele era um dos dois "sobreviventes".

Assim, é uma das doenças infantis (maioritariamente) de que fica já despachado e como calhou mesmo em cima da "queima" das minhas últimas férias...não foi mal de todo.

E mais, livrou-me de um imbróglio com a passagem de ano....


Agora temos que ficar os dois muito aconchegadinhos, quentinhos e sossegadinhos em casa....eheheheheh...que chatice!

Andei à cacetada e estou pronta para mais


...só para avisar!!!!

Que não se metam comigo :P

O pós Natal é no que dá!!!

Barriga cheia e uns copitos bem aviados, de sumo, faz o sangue de uma pessoa ter níveis mais elevados de coiso e depois não se contem.

E as prendas? Upa Upa...

Foi por causa de minha prenda que andei à cacetada.

Puseram-me um pau virtual nas mãos...uiiuiiiii

Fui e pretendo continuar a ser uma adversária terrível...e jogo pouco à defesa...vou com tudo ao ataque...fiquei com os bofes de fora de tanto dar cacetada e ainda tive sorte porque "entro" tanto na pele do boneco virtual que quando dou por mim estou quase aos socos na tv.

No dia seguinte estava super dorida...vocês sabem onde né?

Exacto...em todos os músculos que nós nem sabemos que existem.

Mas isto é como tudo: Quem vai à guerra dá e leva"

:P

Dias maiores


Os dias já escurecem mais tarde...

...e apesar de já termos passado o solstício o facto é que eu notei isto já na semana passada...

...começo a pensar que desta vez os cientistas têm razão...o eixo da terra sofreu uma coisa qualquer...e em vez de ir para baixo foi para cima e pumba...em vez de ir para a direita a um segundo aumentou o passo e agora vemos o sol mais tempo

...ainda bem...que venham os dias maiores...de 26 horas! :P

Sensações neutras


Foi o perder...
talvez o não sentir
quem sabe o esquecer
ou ainda o não querer agir...

é o silenciar
voltando frontalmente para o torpor
negando o mudar
sentindo na face o desamor.

vens de braços esticados enquanto espero sentada, na pedra fria
puxas-me o olhar com gestos rápidos e indiscretos
captas-me a atenção pelas palavras de orador
levaste-me ao jardim prometendo um dia de sol e segredos
e mostraste-me um lugar onde me prostraria
mas já não consigo ajoelhar nem que peças por favor

Foi o querer não dizer
ou talvez o não permitir
quem sabe o deixar de o fazer
por não saber definir...

é o abrandar
implodindo o clamor
negando qualquer exultar
atrofiando o esplendor


Vou de braços cruzados levantando-me daquela frieza
Olho para o chão para ver outro caminho
Já não choro
Já não sinto a tristeza
do saber que não demoro a encontrar o meu destino.

Dar e receber


Os meus presentes estão todos comprados e já comecei, hoje, a distribui-los.

E como a época é de trocas já recebi, de volta, um também - Uma beijoca de uma menina de 4 anos chamada Daniela. Ela nem soube muito bem porque o fez e eu tive que "fugir" rapidamente dali porque já estava a ficar com a lagrimita ao canto do olho... e a bem dizer não tenho a rijeza do pai natal, né? (Ele não é dotado com aquela robustez por dá cá aquela palha- é mesmo para aguentar o tranco)
Se eu fosse um pai Natal cada vez que um menino me agradecesse a prenda punha-me num pranto e com certeza teria que me assoar várias vezes às barbas.

Ela e a irmã vão ter um natal com nenukos e muitos apetrechos para brincarem. Aquelas crianças, se tudo correr bem, vão sorrir neste Natal. Assim o espero!!!!

É o tempo...também


Está frio para barbalho.

Barbalho??? Não sabem o que é? Não desconfiam???


Mas o que eu queria dizer mesmo é que "Está frio para cachorro"


Já não faltava esta pouca vontade de fazer ainda vem o frio para nos encanar...


O frio faz-nos ficar todos assim..."ai credo que nem os olhos se querem mexer"..não acham?


Pois é!

Só estava bem era enfiada no sofá, embrulhada num cobertor caneca quente nas mãos mesmo que não contivesse ponta de cravo...ou seria de parvo? Adorno parece soar melhor.
Não sei??? Vocês sabem?
Desconfiam, né? Era preciso, era estar quente! A caneca!

Vá-se lá perceber alguma coisa disto. Nem vale a pena tentar.

É a euforia do gelo ou será do gralo...baralhada!!! Barbalho, para isto tudo!


É mentira. É um contra senso porque o gelo não tem euforia própria nem ajuda espiritual para gralar. Não é fonte de calor mas podia ser uma vez que queima.

Queimados vão ser aqueles que estão ali parados à frente da porta à espera da taxa que vai aumentar...23 né?

Faios os partam, O país não vai lá com isto assim. O lubrificante está a ficar tal qual como o açúcar, escasso, e depois estou para ver quem não vai gritar quando o qu começar a alagar quando for hasteado.

Nem sequer quero falar de politica. Não é o meu estilo se bem que sei que algumas pessoas precisam de cirurgia urgente...é a crise!
Deixam-nos a todos sem vagas no hospital...agora que vamos precisar tanto....disso e de pinetes...piquetes???


Pois, desconfiam???
Fiona da tia... podia ser o nome da médica de serviço!

O que é certo é que eu quase já nem me lembrava da PW para entrar neste blog...(a pw dos outros há muito que foi esquecida- a única coisa que posso fazer nos outros é ir lá fazer uns comentários e xingar a autora por não escrever mais nada- Calona chamo-lhe eu!!!)

Alguém interessado no séquio??? Pode ser que desabroche. Não, não, neste caso não a estou a dissimular... a palavra é mesmo esta!

À espera do despertar




É como se não tivesse palavras...mas tenho. A sério!!!!
As palavras existem e são formadas em linhas para expor as ideias...mas
...é como se não tivesse ideias, é tudo tão confuso, que acho que as ideias são apenas formas distorcidas da exibição do pensamento...mas...
...é como se não existisse pensamento...é talvez o estado bruto que exala das emoções...mas...
...é como se não existisse emoção...está tudo dormente!!!

à espera...

...à espera do despertar!

...da emoção, do pensamento, da ideia para a palavra!

Palavra...A sério!!!

O Sr. Puntila e o seu criado Matti


Fui ao teatro, pois fui.
Cortesia da amiga Sandrine que me ofereceu o bilhete como prenda de aniversário.

Vi o Matti nu, mas nu integral...que categoria.

O teatro foi liquido. A água protagonizou a ardente, o fintas o Puntila e o Matti foi protagonizado pelo homem nu, mas nu integral...que categoria.

De que se trata o enredo?

Epáaaa...o Matti, na vinda da sauna, fica nu...assim meio...acidentalmente encenado. Nu, percebem?

Se na ida para a sauna ele passa por nós de toalhinha a tapar POUCO o rabiosque (que cena magnifica) e já nos deixou com algumas fissuras por vermos aquela barriga perfeita tão bem enquadrada no quadril...
...quando sai da sauna...a atenção é toda focada nele e no seu V tão bem desenhado...de toalhinha...a desejarmos que ela caia.

Cai, cai, cai,
Uiiiiii....eu fiz tanta força mental para que ela caísse que acho que o fintas percebeu e foi-lha arrancar (mais ou menos) e pumba...não caiu, mas arredou-se o suficiente...


Metro. É o que vos digo.
Não o comprimento da...πloca...que saltou e bailicou e embora o olhar estivesse fixo não deu para medir...

...O que eu quero dizer é que o senhor é metro sexual. Tinha tudo muito bem depiladinho. Foi bonito de se ver.

Ahhh, quanto ao teatro em si...pois...xa ver...gostei bastante da articulação do cenário...pois foi.

Momentos


Ontem, no final do dia, quando fui buscar o gajix a casa dos avós enfiei-o como sempre na cadeirinha e quando abalei comecei a minha conversa de rotina.

- Então como correu o teu dia...cão?
-(...) como é hábito ele nunca me responder logo...aguardei um bocadinho

- Vá conta lá!!! - insisti eu.

- ohhhh mãe?? Tu chamaste-me...tu chamaste-me cão!!!

- Eu? Não chamei nada. (respondi eu já a arreganhar a dentuça apercebendo-me que provavelmente foi o que fiz)

- Foi. Foi. Eu não sou o cão. - disse ele muito zangado.

- Não amor. (respondia eu às golfadas entre o riso e o tentar falar enquanto ele permanecia muito sério a olhar para mim) Eu não te chamei cão. Eu disse filho e tu é que percebeste fix (tentei eu baralhá-lo mas ele não se deixou enrolar).

- Eu não sou cão. - garantiu ele muito senhor do sua condição de humano e demasiado sério enquanto eu me desfazia a rir (tive que me calar para não ofende-lo mais).

Bejinhos mil


Foi um castigo para arrancarem beijos de mim.

Refiro-me a beijos ditos/falados e, agora com estas novas formas de comunicação, escritos.

Se não me engano muito, foi a minha irmã que me trabalhou nesse sentido...sempre que falava comigo ao telefone despedia-se com "beijinhos", acabei por lhe responder de volta "beijinhos".
"Arrancada" de mim (tinha eu 4 anos) quando se casou e depois mais tarde quando se mudou para outro país... os beijos físicos que já por si eram esporádicos acabaram por escassear.

E porque os progenitores, de si, nunca foram muito beijoqueiros, antes pelo contrário (hoje em dia, curiosamente até querem), e por causa de uma disciplina auto infligida, na tenra idade de aproximadamente 6 anos, estes terem sido cortados em relação à progenitora...a coisa quase desapareceu da minha vida.

Aos amigos... sim, mas pouco. Porque aos amigos que vemos todos os dias não andamos sempre a dar beijos...pelos menos eu não o fazia/faço...fez-se excepções aos amigos do género masculino...mas nada de muito abusador.


Hoje sou uma lambona. Lambona no sentido de oferece-los aos milhares.

Dependendo das comunicações que tenho diariamente é mil p'ra qui e mil p'ra li...mas só os escritos (e só para pessoas que me dizem algo). Aos falados retiro-lhes os mil e deixo só "beijinhos", mas o "S" implica vários..muitos.

...e aos físicos...esses...se pudesse estava sempre agarrada às bochechas do gajix.


Amanhã, sou eu que vou levar muitos: escritos, falados e dados nas minhas bochechas.

Amanhã é o meu dia de receber beijos. Mil.

Aqui há gato...

Por vezes chegamos a uma etapa em que a vida se resume em 2 simples perguntas...


1. Devo ter um cachorro...?


OU


2.Devo ter filhos?



Sem importar quanto parece que é difícil a nossa vida, devemos lembrar:


...que
sempre uma luz no final de um túnel.



lembre-se de agradecer sempre tudo...o bom e o ruim


obs: - Os gatos são sempre DRAMÁTICOS
!!


Você está rindo?
Que bom, pois essa era a ideia!
tenha um óptimo dia !


Subsidio de Natal


Ora...

....Não sei muito bem porque é que o subsidio de Natal não inclui o subsidio de refeição....

...afinal...


...no Natal...o objectivo não é fazermos... a CEIA?

:P

Simplesment Fantástico




Adoro este tipo de iniciativa. A ver vamos se o Aeroporto de Lisboa este ano consegue igualar :D


Vejam uma vez, duas ou três e DEPOIS ouçam só (sem ver as imagens) e conseguem apreciar a capacidade vocal na aproximação aos instrumentos. Espectacular. Realmente!!!

Ontem participei numa formação em primeiros socorros.
Duração estimada 6 horas. Duração real 4 horas porque 9 dos formandos, ao todo 10, foram fantásticos.

Foram de facto fantásticos e das 4 horas duas delas passámos a rir.

Infelizmente, eu comecei a rir-me primeiro e num dos momentos menos apropriados mas não consegui controlar a minha carolice.

A primeira coisa que a formadora nos pediu para dizer foi o nosso nome e se já tínhamos sido socorridos e/ou se socorremos alguém.

Um deles disse: Eu já socorri. Fiz reanimação.
A formadora perguntou: e que aconteceu?
Ao que ele respondeu: Morreu!

Ri-me loud and clear e levei logo uma cotovelada da minha comadre a avisar-me que não era caso para rir porque o rapaz tinha ficado traumatizado. Eu arrepiei mas julgam que me serviu de emenda? O tanas!!!!

Outro dos rapazes disse: Eu já socorri alguém mas...acabei por ser eu o socorrido!
Desculpem lá qualquer coisinha mas eu não contive a gargalhada...epá...não sei, foi a forma como foi dito...sei lá!


Mais tarde foi o que fizemos ao boneco. Hilariante. Estrafagámos o boneco todo com as massagens.

A primeira colega que agarrou no boneco e que devia de começar pelos procedimentos normais, ou seja, verificar se a vitima respirava...tapou-lhe logo o nariz....foi gargalhada geral. Depois foi a preocupação dela em ver as luzinhas (as duas verdes era sinal de boneco com possibilidade de sobrevivência as duas vermelhas era sinal de boneco morto) eu acho que ela conseguiu acender uma vermelha e outra verde (portanto era sinal de boneco indeciso entre a vida e a morte)

Quando foi a minha vez...comecei logo a massajar...nem perguntei ao boneco se ele me ouvia nem vi se ele respirava...depois da minha colega anterior eu tinha a certeza que o boneco já estava inconsciente...

...só que era suposto contarmos as massagens! Fiz umas tantas e parei e a formadora perguntou quantas fiz...sabia lá eu...aquilo cansa!!!

Depois foi um outro colega meu que fez as massagens de uma forma tão vigorosa que se fosse uma pessoa, a sério, partia-lhe as costelas e ainda lhe perfurava um pulmão...




Um fartote de boa disposição. Muito bom mesmo.

O Carnaval é quando o filho quer e a mãe ajuda!



Olá Padinha e Padinho

A minha mãe fez-me uma surpresa, este fim de semana, e desencantou um fato de homem aranha do meu armário que eu nem imaginava que lá estaria.

Eu estava farto de chateá-la porque desde que vejo VVD do homem aranha na TV nada me tira da cabeça que eu também não possa ser um herói aracnídeo... e queria porque queria a máscara do homem aranha.

Eu fiquei surpreso...mesmo de boca aberta...por ela vir, do meu quarto, com o fato na mão.

Claro que o vesti logo embora ela dissesse que era só par
a experimentar porque supostamente o fato era para ter sido usado no Carnaval passado.

A mãe disse que estava apertado mas eu senti-me tão bem mas tão bem dentro do fato que andei o fim de semana inteirinho com ele vestido, excepto à noite, que para mal dos meus pecados...e apesar da birra bem orquestrada..não consegui demovê-la de me pôr o pijama e a deixar-me ficar com o fato.

Ainda fiquei ofendido porque a mãe, que não tinha qualquer fato vestido, atirava mais vezes teias de aranha dos pulsos que eu.
Tive que lhe pôr um travão com a minha técnica preferida: beicinho esticado, lágrima a formar-se nos olhos e dizer que quem atirava teias era eu com a vozinha a tremelicar. Resultou. Resulta sempre. Quase sempre.

O pior de estar dentro do fato do homem aranha foi ter que fazer o numero 1 e 2. Era difícil. Tive que despir e vestir o fato várias vezes com a ajuda da mãe que aproveitava sempre para atirar mais umas teias enquanto eu estava ocupado. Já me estava a passar.

Infelizmente o fato ao longo dos dois dias foi-se descosendo e sabendo eu a habilidade que a mãe tem para voltar a coser...uiiiiiiiiiii...tenho receio que o fim do fato seja no lixo.

Cá vão as provas em anexo.

Beijo pa padinha e abraço ao padinho.

Gajix

Body Painting


Hoje fiz Body painting caseiro...

Calma. Não andei a envinagrar-me nem a besuntar-me num dentinho de alho. Não.

Andei a pintar o meu quarto...melhor...andei a pintar o tecto do meu quarto.

Com o rolo na mão quando comecei a mexer-me fiquei com tanto calor que tirei tudo excepto cuequinha e óculos de pintura...tudo o resto foi p'ra escambau...que é como quem diz...ficou amarfanhado a um canto (e mais tarde seguiu para a tulha).

Quando acabei...estava branca (cor da tinta), com o corpo todo coberto de bolinhas, bolas e bolonas (nada que o meu sapo não tirasse, na boínha - sim, este (ao contrário do alho) foi esfregado consistentemente em mim e nem coaxou).

De referir ainda que as plantas do pés, apesar de assentes no chão e sobretudo por isso, também não escaparam.
Digamos que além de ser desastrada quando mudo o tabuleiro da tinta (há sempre um bocadinho que verte) sou também uma porquinha (é que só dou pela tinta vertida quando os pés pisam aquela viscosidade) que deixa pesadas desenhadas desde o quarto à casa de banho.


Uiiiii....amanhã vou pintar com vermelhos e laranjas...estou desejosa para ver como ficarão as cores...na minha pele.


Desolada

Estou tão desolada que nem sei se vou conseguir arranjar as palavras certas para exprimir aquilo que sinto.

Provavelmente não. Nunca há palavras certas nestas ocasiões.

O Afonso faleceu. Depois de tanto tempo a lutar não resistiu às complicações que surgiram após o transplante.
Foi um valente. Digno de admiração tal como todas as crianças que se encontram nestas circunstâncias.

Esta criança sensibilizou-me bastante porque vi (através de fotos que os seus pais iam libertando no facebook) a transformação do seu riso de criança sem preocupações para um riso cansado no final de um dia de tratamento.

Mais tarde disseram-me que o Afonso era filho de um piloto de formula3 mas não retive o nome do seu pai. Não sei quem é nem nunca antes ouvi falar dele mas sei que neste momento deve estar a sentir o mundo a desabar.

Espero jamais ter de passar por isso.

O meu nome continua nos dadores e se me chamarem vou com toda a certeza.

Um aparte: Quando me fui inscrever como dadora de medula tentei levar mais gente comigo, entre colegas e amigos, sabem quanto se inscreveram para além de mim? Nenhum. É triste não é?
Porque esta doença só acontece sempre aos outros!

E vocês?
Não acham que é importante ou mesmo grandioso poder salvar uma vida, mesmo que não se cruze com a vossa? Não querem ser também dadores?

Apetências

Hoje tenho aula de inglês...

...e não me apetece nada...


Cada vez me apetece menos!!!!



Irra, que estou a ficar mole....

Pow tow


São nos momentos críticos e de grande pressão que as pessoas revelam o seu melhor ou o seu pior.


A semana passada houve pressão.

Na semana passada houve uma revelação...do pior.
Agora já sei com quem de facto lido.


Caramba...é que esta não a vi vir!!!!

Pow tow...vinha direito ao estômago com a intenção de me fazer dobrar.

Deflecti sem grande grande artimanha, infelizmente, mas na próxima já não me apanha totalmente desprevenida.

Chucha chucha chucha, quero a minha chucha!


Apesar de uma noite quase mal dormida e de um despertar demasiado matinal (tudo culpa do sr. gajix) nada melhor do que começar o dia com uma dança a quatro.

Que acham?

Pois...os cães alinharam.


Pus a TV no canal Panda, como sempre e fui à minha vida.
Numa das incursões em que passei pela sala começou a dar a musica (que eles pretendem comercializar com uma coisa verde e de chucha na boca a cantar em voz fanhosa)"Quero a minha Chucha" (suponho eu que seja assim que se chama.
Ao som daquela coisa o meu corpo cedeu e comecei a dançar (como excepcionalmente tinha tempo...devido ao meu despertar matinal...deixei-me ir).

Quando comecei, o Snoopy (que desconfio que olha para mim e vê um biscoito ambulante) pôs-se em duas patas e com as outras na minha cintura dançou (saltava mais do que dançava, com tanto tempo em casa ainda nem dançar sabe, parece ter pés de chumbo...pobrezinho. Mas pronto...sabem o que dizem nestes casos n'é? Burro velho já não aprende línguas...)

O Fix ao ver aqueles preparos e sendo ele um ninja em evolução estica também as suas duas patas e em cima das outras encosta-se também à minha cintura. Parecíamos o Fred Astaire e o Gene Kelly mas numa versão ranhosa...isso é que foi voltas e voltas...(há quem diga que os cães só saltam em vez de dançarem...porque eu os piso...mas isso são bocas maliciosas)

Mas não obstante ter dois agarrados à minha cintura veio o terceiro:

- Mãe, mãe eu também quero dançar!

e tivemos os 4...30 segundos.. todos juntinhos... a dançar (alguns aos saltos) até que o gajix lhe apeteceu dançar só com os cães e estes não gostaram muito porque EU SOU um biscoito gigante...e é a mim que eles querem (sou eu que lhes dá o biscoito no fim da proeza seja ela qual for...ehehehehehehe...eu tenho a técnica toda...vocês aprendam comigo porque eu não duro sempre).

Publicidade enganosa


Lembra-se daquela publicidade, às bolinhas (nome que eu agora passei a designá-los em conversações de carácter intelectual com o gajix), em que era referido que elas não se derretiam nas mãos...só na boca.


Pois é...falso.

As bolinhas não só se derretem nas mãos como as deixam todas coloridas.

Sei disso em primeira mão e por experiência pessoal quando deliberadamente as guardei para o gajix, lambão por bolinhas, não mas comer.

Ahhhhh...espera aí....

Lembrei-me agora que o que a publicidade poderia querer dizer era que...as bolinhas nem tem tempo suficiente para derreter...são tãoooo....huuuummmmmm...nham nham...que o pessoal põe logo na boca.

Pois é...por aí.

Próximo prémio nobel em fisica


De fonte segura (é segredo de estado) mas conto a vocês que até são boas pessoas:

Depois do átomo e da descoberta do neutrão, do protão, do fotão, do electrão, do quark, do fermião, do busão, do gluão...

José Sócrates Pinto de Sousa acaba de descobrir o pelintrão...um corpo sem massa nem energia que suporta toda a carga .

Com esta descoberta Portugal, para o próximo ano, será um forte candidato ao Prémio Nobel da Física!

Da tua titi preferida


A minha sobrinha, que vive na Suíça, está da partida para a Austrália.
Segundo ela é agora ou nunca. Está a arriscar tudo por 3 meses num país que ao que parece, idealmente, "is the one".

Deixa o emprego estável, numa altura em que a oferta escasseia. Deixa uma parte da família, já de si desmembrada por estar lá, e parte ao 33 anos.

É o seu sonho e vai correr atrás dele.

Tem muita coragem esta minha menina.

Tenho vontade de lhe dizer que não vá porque a Austrália deve ser o país que tem mais animais mortíferos por metro quadrado, inclusive, nas águas. Olha que os cangurus dão coices e estaladas e até os coalas devem ter algo de perigoso.

Tenho vontade de dizer que, já que vai, então não fale com estranhos...mas estranhos serão todos e ela tem que falar com as pessoas...então muito cuidado com os psicopatas ( o pior filme que vi até hoje era de um psicopata da Austrália).

Tenho vontade de lhe dizer que se experimentar o surf não se ponha em tubos...fatais ou daqueles que partem as perninhas!

Tenho vontade de lhe dizer que se vir fogo fuja para o mar e se vir tsunamis corra para o topo mais alto que encontrar.

Tenho vontade de lhe dizer que está à vontade para arranjar um australiano bem giro...mas se não for giro que seja simpático e, inclusive, não me importo que ela tenha australianozinhos pequeninos, com o tal giraço e simpático...mas não digo só para não a influenciar...não vá ela cruzar-se com um português lá e depois....puff.

Mas ela já é grande.
Sabe disto tudo. Deve ter os seus próprios receios e ansiedades.
Por isso não lhe vou dizer nada de negativo apesar de ficar com o coração nas mãos.

O que lhe vou dizer é:

"Hurray" e manda noticias "mate".
Cá espero as fotos com grande ansiedade.
Se ficares para além dos 3 meses arranja casa para as visitas dos familiares uauauauauauau.

Mil beijinhos,

da tua titi preferida
(ela não tem mais nenhuma ;))

Desafio vocês a desafiarem-me


Ando num marasmo irritante.

Gosto de escrever mas os assuntos escasseiam por isso vocês têm levado com tudo o que se vai passando no meu quotidiano...que por sinal já se vai tornando aborrecido.

Quero variar, caramba!!!

E para isso vocês vão ajudar-me.

5 de vocês escolham uma música (portuguesa ou inglesa) e digam-me qual, a partir daí faço um texto...daquilo que me vier à cabeça quando a ouvir.


Vá atrevam-se e desafiem-me :P

:P :P


P.s: Deixo-vos escolherem também o género de texto : Humor, depressivo e por aí fora

A vida é...

...mais curta que comprida!!!!


Life is Life





Esta é uma música dos anos 80. Acho que nunca vi o vídeo da música mas lembro-me muito bem dela...até porque o nana nana nana e o life is life ficam!

Este vídeo não tem uma grande qualidade no som...mas hoje...ao ver isto pela primeira vez (acho) fartei-me de rir, quero dizer, fiz só ah ahah ahh.
Vejam só o trajo do vocalista (uma camisa e calça fardalhonas) e os punks sem estilo (com traveco e tudo).
Fartei-me de rir, também, (só um aha ahah) com o pormenor do dente podre do guitarrista...foi um toque de génio...ficou para a posterioridade!

E não acham que o vocalista é super parecido com um dos nossos artistas, o Fernando Pereira? Eu diria que eram irmãos (antes da mudança radical do Fernando): são parecidíssimos tanto no rosto como na expressão que fazem a cantar. Pareceu-me, a mim, que era o nosso artista a imitar o outro só faltou as duas bailarinas que o costumam acompanhar. Vejam bem!!!



LIFE is LIFE ... Nana nana nana, Hey,... LIFE is LIFE

Os miúdos é que sabem


Hoje fui com o gajix ao médico.

Foi um exame de rotina: ver peso, altura, visão e tal. Estava tudo normal e ainda tive a boa noticia de que o prepúcio já estava separado da piloca...até que enfim!

Depois fui levá-lo até à escolinha. Chorou que não queria ir para a escola. Agarrou-se a mim como uma lapa. Tive que levar quase 2o quilos de tristeza lavada em lágrimas ao colo...e com o meu coração apertadinho lá o consegui deixar entregue à professora.

Quando saí ouvi alguns miúdos à janela (classe dos finalista - 5 anos) "olhem, é a mãe do gajix"
Eu continuei, o meu caminho, sem me voltar para não perturbar mais o ambiente da escola e ainda ouvi dizer:
"Ela é bonita!"

Vêem? Os miúdos é que sabem!!! Não são eles que dizem sempre a verdade?

B Ó N I T A! - Afinal, tenho que reconhecer que aqueles homens das obras, que atiram piropos a tudo o que tenha vagina, podem não ser assim tão vesgos, no que me diz respeito!!!


Já sei. Já sei. Alguns dos que me conhecem pessoalmente estão a pensar "yeah, you wish!"
Para esses só digo o seguinte: Não sejam mauzinhos...gordos e feios são vocês, ok?

Sou bonita para os putos e isso por hoje "made my day"!

Injusto..e anti-constitucional?


Na minha factura da EDP pago uma "contribuição audio-visual" que suponho que seja uma percentagem sobre o meu consumo.

Antes de tudo quando se fala em contribuição esta deveria assentar num acto voluntário... o que não é o caso.


Ora segundo as minhas contas estou a pagar duas vezes.


Como?

Se eu pago os canais portugueses através da minha conta de cabo não devia estar a dar esta contribuição (forçada) para a EDP!!!!

Ainda por cima sobre a contribuição (forçada) tenho que pagar a taxa do IVA a 6%.

Estão a ir-me ao pito e eu ainda pago. Raios! C****s ma F****m! (peço desculpa pelo linguajar)

Ao menos podiam dar a volta ao nome e pôr que era uma contribuição (forçada) mas para a Radiofonia...digo eu...sei lá!

Eu até gosto de poder ouvir radio! E assim não me sentia tão roubada!

Será que se eu escrever para lá uma reclamação me retiram esta contribuição(forçada)????


Hhummmmm

Fim de semana Grande?


Oh yé babe!


Calhou-me este, hoooo-wooooo!


E como me vai dar jeito, com todo o pó que anda lá por casa...

...

...

Detesto limpar o pó...

...

...

Não faz mal...tenho lá mangueiras...

Hooooo-wooooo




E vocês? Vocês divirtam-se , tá bem?

U2 o quê? Ah, bem me parecia!

BFdSG

O ninja, perdão...o Fix


Mais algumas características peculiares do meu novo caozinho, o ninja, perdão...o fix.


O ninja, perdão o fix adaptou-se muito bem à vida familiar.

Senta-se quando lhe é pedido (aprendeu muito rápido este comando porque como todos os cães é um lambão por biscoitos, pão e ossos);

fica sossegado às refeições com os olhos pregados em todos os movimentos que implicam a ingestão de alimentos, dos seus donos;

e já bate grandes sornas no sofazito do Snoopy (quando estão lá os dois ainda estão de costas voltadas mas também é muito natural porque os dois comem RAÇÃO - If you konw what I mean?)

O fix é muito meiguinho e amiguinho quando está connosco mas tem um lado de...ninja.

Ora bem, o sr. ninja, perdão, o sr fix deve julgar que é atleta de circo e salta-me uma vedação de 1,80m e vai laurear a pevide para a rua (como se não tivesse espaço suficiente dentro dos limites da minha casa...pppffff)

Os vizinhos e o meu pai, também, já me tinham avisado que ele, o ninja, tinha sido avistado a passear do lado "proibido" da casa...eu acreditei...óbvio... só que não consegui conceber como é que ele o fazia...até que...


...num dia à noite...quando estava quase, quase a ferrar no sono ouvi uma mota a travar e o meu cérebro meio adormecido gritou...fix...fix...fix, foi ele, foi ele, foi ele...vai ver...vai ver...vai ver...e fui (eu sou muito obediente ao que o meu cérebro comanda)

...e vi-o...a ele, de rabo espetado no meio da rua a chericar aqui e acolá...

Abri a janela e fiz-lhe : "Psssstttt...ééééééééée" e ia-me a sair um "Já para casa meu malandro que isto não são horas de estar na rua" mas nem foi preciso.

Assim que ele ouviu o éééééééé...soube imediatamente que era eu e eu, meus senhores vi um cão transformar-se num ninja...tartarugas já vi...na televisão... mas um cão?

Retesou todos os músculos da sua, ainda, fraca figura...e com as unhacas todas de fora (como garras) cravou os membros no portãzinho e muito direito trepou e puxou aquele corpo lingrinhas para cima. Quando chegou ao topo atirou-se em voo para o chão (ainda estava à espera de o ver a fazer uma pirueta no ar...mas não...não chegou a tanto).


Pronto! Agora a solução é engordá-lo. A ver se o rabo fica pesado. Pode ser que assim ele já não se ice.

Digam lá, se ele, não tem um olhar de ninja nesta foto?

Colhe-se aquilo que se semeia



É um ditado que é dito de pais para filhos.

Transmitido por quem têm experiências vividas para quem a vida ainda se abre como uma flor ao primeiro raio de sol.

Fala de cautelas que se tem que ter. Fala dos actos que uma vez consumados geram consequências.

Era uma vez uma mãe, perdão, uma pessoa do género feminino...que tinha um marido e duas filhas...e que, agora, depois de uma vida "em que trabalhou muito" parece que só lhe sobrou "aquele ordinário" e "estas duas" "que julgam que ela finge que não vê".


A filha mais nova acredita que ela veja muito mal mas como ela teve uma vida inteira com os olhos na cara e nunca viu o mal que causava...de que lhe serve agora os olhos a não ser apenas como adorno?

A filha mais velha ontem andou às berlengas com a pessoa do género feminino e saltou-lhe em cima, metaforicamente falando, trocando azedumes de uma vida inteira de desamores.

A filha mais nova, que ouviu tudo isto da versão da filha mais velha, aguarda...

Hoje não é um bom dia


...mas amanhã vai melhorar!!!

Não é um CÃAAAO FALANTE!!!


O fix tem algumas características muito peculiares.

No primeiro dia que chegou quando lhe pus a ração à frente mal se mexeu para a comer mas não deixava o snoopy lá ir pôr o nariz. Protegia o comer com todo o seu ser baixando a cabeça e rosnando assim que o outro se aproximava.

Agora????

Parece uma bailarina arraçada de esquilo.

De vez em quando via-o passar para trás e para a frente, para a frente e para trás...

...e mais do que vê-lo...ouvia-o ... teca, teca, teca (o barulho que as unhas faziam quando vinha) raum raum raum (o barulho a roer a ração quando estava na manta da sala) e teca, teca, teca (o barulho que as unhas faziam quando ia a outra virada).

Achei o corropio muito estranho e quis saber o que era...

Então, quando ouvi novamente o teca, teca, teca (de uma vinda) fiz-lhe uma operação de STOP.

- Hey...ó fix!- gritei eu. - que andas a fazer?

Não me pôde responder porque quando parou (petrificado, com o susto de ouvir o nome, porque tenho quase a certeza que ele estava a tentar passar despercebido) estava com...bochechas.

Ele estava com a cara tão cheia de sulcos que parecia ter sido picada por um enxame de abelhas.

-Que bochechas são essas? - perguntei-lhe eu ao vê-lo.

Não respondeu. Não é um CÃAAAO FALANTE!!!

- Vai lá comer isso.- Sosseguei-o.

e ele foi!

...e teca, teca, teca, - Raum, raum, raum - teca teca teca

...até hoje e acho que vai durar para sempre.


Pupu


4.

Hoje o gajix faz anos.

Está quase um homenzinho.

Chungoso, como tudo, quando faz aquelas birras que me dá cabo da paciência.

Fofinho quando não faz.

Se tudo correr bem vou levá-lo a passear...de comboio.

A sua primeira vez...

Devemos ser acompanhados pela tartaruga ninja e suponho que no regresso venhamos protegidos pela espada mágica do coiso (oferecida pela madrinha).

Vai ser uma aventura para ele...para mim será um prazer que me é oferecido pelo seu sorriso.
4.

Leituras


Acabei de ler a trilogia que catapultou Stieg Larsson para a fama mesmo depois de morto.

Que maravilha! Já há muito tempo que não lia nada tão bom.
Pode-se ler cada um dos volumes isoladamente...porque cada um oferece-nos uma etapa que evolui independente da anterior ou da seguinte mas que se encontram ligadas pela evolução das personagens principais.

Ele constrói todas as personagens no espaço e no tempo...seja uma personagem chave ou não.

SPOILER: E finalmente ( tendo em conta que a trilogia acaba por aqui isto porque há um manuscrito que lhe pode dar seguimento mas que ainda não se sabe se vai sair ou não), leio um livro em que as duas personagens principais não ficam juntas no fim e que acaba bem.

Percebe-se perfeitamente para onde a história pode esticar-se caso saia o outro livro e eu estou a torcer para que assim seja.



Obrigada PP foste tu que tornaste esta leitura possível.

:*

FIX


Ora bem...fazendo primeiro uma apresentação ligeira do novo animal cá de casa. O cão.

Ossos...era o nome que trazia da associação a que o fui buscar. A explicação foi de que quando o encontraram era só pele e osso.

Ele é lingrinhas! De facto...e se calhar até podia tê-lo chamado de Bones caso me desse para aí...mas não deu!

Fix é como se chama agora e para ele tanto lhe faz como se fez.

Como cheguei a este nome? Simples...ideiafix(o cão do Asterix)...Fix.

Não é fixe, é fix...é como o bujon do ix só que com F.

Mas tal como o snoopy é chamado de sopas, sarrupas, pupy, entre outros, este também já tem variantes do nome.

Bix chamado pelo gajix que não consegue dizer fix.

Eu chamo-lhe, por vezes,"O cão?"(sim, com o ponto de interrogação e tudo) e outras é Ó Nix [mas pronto eu tenho um desregulamento cerebral que quando fica activado (e está constantemente) faz o circuito desde o ouvido interno ao maxilar superior direito provocando um desfasamento quando não encontra qualquer dente do siso e dá um estalo na língua fazendo-a inverter silabas e trocar letras...o hátobi] anda cá!

O fix tem um ano e dois meses sensivelmente. Está vacinado. Está chipado e...tcharan...castrado.

Aposto que quando alguns homens estiverem a ler isto a primeira palavra que lhes vem à mente é: Coitado!
Coitado nada...pelo menos não vai andar com ânsias como o snoopy que, esse sim coitado com dois sacos quase a arrojar pelo chão, tudo o que apanha à frente é cadela... if you kmow what i mean?

Tenho um cão


Pronto!

No trabalho todas as tarefas pendentes ou atrasadas já não estão.

Está tudo a caminho e dentro dos prazos.

Sei que andavam preocupados por causa do meu silêncio prolongado. Fiquem descansados.

Então vamos lá ver...huuuummm.....uuuuaaaaaaa...ssshhhhhh....hhuuuummmm

xa ver....plluuuuzzzzzz

ah, já sei!

E vocês perguntam...


há assuntos de que vos quero falar? Há.

Vocês vão querer "ouvir"? Vão.

Será que hoje digo alguma coisa especial? Não.

Hoje só vos digo uma coisa. Tenho um cão. Quero dizer...outro cão.

Se quero dizer que tenho dois cães? Quero...tiraram-me as palavras da boca



ORA bem...foi uma bela conversa...que nós...eu....p'ra qui tive!



(P.s. e eu não quero dizer-vos isto por isso finjam que não lêem mas só com este novo elemento em casa sou capaz de ter dois ou três post a sair brevemente ;))

O regresso ao trabalho


Regressei nesta segunda ao trabalho.

Tinha a minha cesta de papeis cheia.

Cheia quase até ao tecto.

Muito trabalho só para organizar os papeis por cores e tamanhos. Depois tive que organizar por tipo de letra e conteúdo.

A trabalheira.

Já está tudo arquivado só falta mesmo ver os números e registá-los na contas devidas.

Aquilo das cores, tamanhos e tipo de letras foi brincadeirinha...dediquei-me só ao conteúdo...mas deu trabalho na mesma...tive que fazer furos em todas as folhas...p'ra aí uma mil e...eram até ao tecto.

Já vou com metade do trabalho feito só falta mesmo deitar a cesta fora...a dos papeis...os que vão até ao tecto...iam!

o meu cão é um tarado!




Cheguei à conclusão que o meu cão tenta montar tudo o que tem orelhas, 4 patas e que faça béu béu, ruf ruf ou au au.


Que ele "o"faça a cadelas é uma coisa. As fêmeas emitem aquele cheiro sedutor que acompanha o cio ou coisa parecida e cão que é cão e tem pêlo na venta não é de ferro.

Agora que ele o faça a um jovem adulto da mesma espécie não se admite!!!

Que lhe cheire o cu, tudo bem, é normal.
Que lhe cheire a dentadura para lhe certificar o hálito, na boa.
Que lhe enfie as narinas nos ouvidos do outro para ver se estão limpas...agora que a partir daqui lhe dê um vipe (o aroma da cera devia ter alguma coisa que lembrava o cio de alguma cadela...só pode) e o tente montar vezes sucessivas...que massacrante.


A sorte é que o outro não se ficou e... sentou-se.

Privilégio


Hoje gajix e eu mal saímos de casa.

Andámos a brincar às tartarugas ninjas...ou seja...enquanto eu aspirava ele recebia missões do tipo: puxar o aspirador para mais perto ou tirar as almofadas de um sitio e pôr no outro...às tantas já não sabia o que lhe havia de dar como missões (ele começou a atrapalhar mais do que ajudava) e eu já só lhe dizia para saltar sobre o fio do aspirador de um lado para o outro.

Depois foi as bolas de sabão...o gajix já vai dominando a técnica e eu para atrapalhá-lo fazia-o rir. Fica tão giro a soprar...e a rir...e a tentar não rir para soprar.

Às tantas estava eu no sofá e ele sai de cima do carrito, que tem aqui estacionado na sala, e vem fazer-me um festinha na cara.

Eu surpresa com o gesto "apanhei-o" e espetei-lhe três beijocas...ao que ele me responde a sorrir que o meus beijos são corações...

Que coisa mais bela de se ouvir. Não sei onde ele foi buscar esta frase mas estes são os momentos ...

Enquanto se vai passando por situações (birras e malfeitorias) que nos põem em estado histérico há, depois, estes que compensam tudo o resto e que nos fazem sentir privilegiados.

Ao meu rapazola com quase 4 anos...adoro-o de todo o coração.

O gajix



Em vez de casaco diz Vasaco (não quero vestir o vasaco)

Em vez de Conan e Lana diz Cona e Mana (onde está o VVD do cona)

Em vez de DVD diz VVD (quero o VVD do cão da menina =Bolt)

Em vez de Helicóptero diz Ticóto (olha um ticóto no céu!)

Em vez de Tubarão diz Tugão (hoje sou um tugão)

Em vez de Casa de banho diz Vasa banho (vou à vasa banho fazer xixi)

Deverei começar a preocupar-me?

Os exs


Esta semana estou no sul do País.

No Algarve, perto de Manta Rota, mais precisamente em Vila Nova da Cacela.

Maravilha.

O lugar é bem melhor que o do ano passado e a casa muito melhor também. Se a do ano passado já era boa este ano ultrapassa em tudo. Muito mais perto da praia, com piscina maior, com ar condicionado e...

...para grande surpresa minha...com amigos (ou ex-amigos mais chegados que agora são...vá...antigos amigos)!!!

O pessoal da minha zona, que eu já sabia que costumavam vir para esta zona...está cá precisamente nesta semana...que coincidência (se combinássemos ninguém poderia vir).

Que giro.

É quase um voltar à adolescência. Anda-se um bocadinho pela praia e tropeça-se nos antigos amigos.


Ainda não se falou nos acontecimentos passados (maior parte tolices com toda a certeza) ou do que fez este ou aquele quando deixaram a tropa ou quem raio foi apanhado a mijar fora do penico e que rumo levou o coiso que andava meio perdido de amores pela coisa, que por sua vez, gostava de outra coisa...

...mas ainda só cá estou há um dia e meio...tenho tempo..eheheheheh.

Intoxicante


Descobri (uma pessoa está sempre a aprender) por experiência própria que (só assim é que se prende de facto)...

...entrar para o duche (de notar que o meu fica na casa de banho mais pequena e que por isso fica-se praticamente fechado no cubículo assim que se fecha a porta...isto só para me demarcar daquelas casas que têm um duche em que cabem duas pessoas ou mais e vocês ficarem com uma ideia que o meu espaço de duche é de 80 X 80)

...estar a meio (portanto com o cabelo, mãos e olhos cheios de espuma do champô)

...e devido a uma guinada intestinal deixar que o esfíncter se abrisse a pensar que ia sair uma bufinha e saiu uma banda com trompetes (acho que ouvi alguns pratos também)...

...leva a que uma pessoa seja surpreendida por um odor intoxicante (eu que pensava que os meus puns fossem inodoros)


Fiquei tão aflita que por não poder sair imediatamente, por estar inundada de espuma, e ao ver-me na contingência de respirar dentro daquele espaço tão apertado...pus-me de cócoras e refugiei-me num canto para arfar algum ar que ainda não tivesse sido contagiado (sem grande sucesso) mas a única solução foi abrir a portinhola e com o coiso do duche molhar todo o ar que carregasse odor...

...e a tomar a resolução de que jamais será uma opção a ter em conta em futuros duches (em banhos, vá, pode ser que dê...só se vê bolhinhas na água...mas em duche...JAMAIS)

...porque depois fico com uma casa de banho inundada, a ter que apanhar toda a água do chão com uma esfregona (leva eternidades) e ter que tomar outro duche por desconfiar que o cheiro intoxicante ficou agarrado à pele.

Adopto...


...plantas, flores de jardim e árvores...


...alguém estará a dar para adopção?
.

La siesta


Não gosto de dormir a sesta...aliás..sempre detestei...acordo sempre mal humorada ao ponto de arreganhar os dentes se falarem comigo. Instala-se-me uma dor de cabeça e à noite já não consigo ferrar o galho às horas normais...o que me deixa mais irritada ainda.

Normalmente 6, 7 ou...vá... 8 horas de sono (em dias bons) é o suficiente para mim por isso não se justifica dormir a sesta.

No entanto...de quando em vez... por estes dias de férias...

...e talvez porque me deito bem tarde (fico a ver algumas séries até às duas)...
...e também porque me levanto cedo (não tenho galo mas tenho pintaíto que chegando às 8.30, no máximo, está pronto para ir ver o desenhos animados)...


...caio no sofá e contra minha vontade (que por essa altura é fraquita) os olhos ficam pesados e a cabeça esvai-se em pensamentos adormecidos.

Já consegui dormir uma horita de siesta...foi um feito!!!
E como estou de férias se não adormecer de noite...tans pis.


Bahhhhh...até não soube mal...com o calor e tal...dormir e deixar que a moleza passe...mas continuo a achar um desperdício de tempo.

Com uma excepção óbvia!!!!

Quando é o caganito a dormir a sesta. Ahhhhhhhhh...que descanso que há nesta casa quando isso acontece...que tempo tão bem passado.

;)


À pazada


Tentei arranjar o meu jardim.

Achei que podia mudar terra de um lado para o outro na buinha por isso agarrei numa pá...

Bemmmmmmmm...


...só o agarrar na pá me levou quase as fuças ao chão...que coisa tão pesada...com três pazadas...estava de rastos a arfar pelas ventas...

...não desisti...
...não quis dar parte fraca e aquilo a que me tinha proposto foi feito...

fiquei toda partidinha...com os pulmões doridos de tanto ar que entrou e saiu...

...a cada pazada atirada à terra dava o meu grito de tarzan.....uuuuaaaaaaaaaaaaaa...
...e cada terra que conseguia manter na pá e posteriormente atirava com sucesso, para o sitio devido, exalava o meu grito à cowgirl...yeee hawwww

No final bem que podia ter ido buscar uma das pázitas de brincar do gajix porque a quantidade de terra que ia na pá era cada vez mais reduzida...

mas fi-lo...ficou tudo torto...mas no lugar...agora é só alisar com um ancinho.

Hummm....suponho que o ancinho também seja tão pesado como a pá...por isso...e para que os pulmões se recomponham (e as cordas vocais também) deixarei essa tarefa para a semana...

...daqui a um ano devo ter flores naquele sitio.

Ok. Ok. Não se enervem. É preciso é paciência. Hei-de conseguir.

O humor de Jerry Lewis

Cresci a olhar para a televisão.

Tenho uma vaga memória da Tv a preto e branco (sobretudo em casa dos meus avós maternos onde passava os meus dias de ferias de Verão) mas lembro-me perfeitamente de ver muitos filmes (inclusive a preto e branco).

Foi a época em que eu despertei para o romance, de forma inocente, ao som dos musicais que a RTP2 (acho) passava nas tardes de domingo.

Posso dizer que floresci com o Gene Kelly, o Fred Astair, o Frank Sinatra, o Elvis Presley,Tony Curtis, o Dean Martin e...o Jerry Lewis.

Curiosamente nenhum destes era loiro...reparo agora...talvez porque a brilhantina no cabelo escurecia-o nas filmagens...não sei...talvez...ou não...eram mesmo morenos...quero dizer o Fred Astair...tinha um cabelo ralo...whatever.


O que sei é que me encantava com os musicais, as cores, a dança sincronizada nas piscinas e especialmente com o humor...do maior trapalhão da altura...o Jerry Lewis






É agora?


Depois de dois dias a caminho do Hospital...hoje sim...estou a esponjar-me onde posso por tudo o que é canto da casa, a gozar as minhas férias.


Ahhhhhhhhh....que boa vida...só falta uma água de coco...e um mocito jeitoso para segurar...a palhinha!!!

Maus hábitos


Os comboios andam uma maravilha.
Montes de sítios para nos sentarmos. Podemos escolher um lugar sentado e à janela.

O trânsito anda muito melhor.
Não há buzinadelas constantes. Os condutores andam mais bem humorados e alguns até param para os peões passarem, na passadeira sob o olhar atencioso dos policias.

Os policias vêem-se mais, parecem gostar do solinho, resolvem de forma célere acidentes de viação e ajudam de forma indirecta os peões a passarem na passadeira...são uns queridos.

Pena é...isto não ser assim o ano todo...uma pessoa está a habituar-se mal...

Portanto meus amigos para que os maus hábitos não se instalem neste corpinho maravilhoso vou sair de Lisboa...

Vou de férias e só volto quando a vida Lisboeta voltar à normalidade.

Já sei. Já sei. Agradeço.

Em countdown


Estou em pleno countdown para as minhas tão bem merecidas férias.

Desta vez vou tirar 4 semanitas seguidinhas...wwoooooo hooooo...

...vai ser um fartote e a minha cesta de trabalho vai estar apinhada até ao tecto quando eu regressar...mas quem é que se importa com isso, agora?


Tenho estado a matutar, aqui no meu canto, se conto ou não uma cena que me aconteceu com um homem que tem um fetiche por sandálias e na qual fui enredada directamente por burrice minha, que quis ser simpática e da qual tive que "fugir"...

...vou matutar mais um bocadinho...

...até lá!!!

Cá está a reclamação

"Venho por este meio expressar o meu mais profundo desagrado em relação à última informação emitida pelo agrupamento do qual v/ Exa. é responsável.

Recebi a informação de que o Jardim de Infância do V*** só irá reabrir no dia 14 de Setembro. Não haveria qualquer problema se o jardim só fechasse a 14 de Agosto o que não é o caso. O facto é que o jardim fecha a 1 de Agosto e isto porque quem teve que manter o filho na escola teve que pagar o prolongamento coisa que eu faço desde sempre porque os horários para os pais que trabalham são completamente disfuncionais.

Na minha opinião um jardim-de-infância nem sequer devia funcionar nos mesmo padrões que uma escola relativamente aos horários. Acho bem que exista uma educadora especializada, acho muito bem que a própria tenha um horário mas já não concordo que a partir do horário da professora já não se possa ter os miúdos no jardim sem se pagar o prolongamento. Mas esta é uma questão que pela minha parte está resolvida com o prolongamento.

O que v/ Exa. fez, na qualidade de director do agrupamento não pode ser legal. Comunicações deste tipo têm que ser no mínimo dadas atempadamente. Eu tal como o meu cônjuge somos obrigados a entregar à nossa entidade patronal o nosso mapa de férias até 31 de Março.

Não só acho de uma tamanha impertinência mandarem uma informação deste tipo num período que supostamente só está a funcionar o prolongamento e não as aulas, e por isso julgo que os pais que este ano não pagaram o prolongamento mas que poderiam estar interessados em começar no próximo ano não saberão de nada, como esta impertinência estende-se ao facto de v/ Exa. pensar que eu posso ter um mês e meio de férias isto sem contar com as férias que se tem de tirar nos períodos de Natal, Pascoa e Carnaval? Faço o quê? Levo o miúdo para o trabalho durante estes 15 dias de Setembro? Não é exequível de todo.

As escolas têm como função não só educar e estimular as jovens mentes mas também fazerem uma aproximação à realidade social de maneira a que as crianças se sintam integradas. Ora na minha modesta opinião o que o agrupamento está a fazer é a promover a desintegração da unidade familiar. A criança vai para casa, vai de férias mas terá que passar, (num futuro porque, no meu caso pessoal, este ano não sei como vai ser) um tempo com o pai e outro com a mãe. Não há união com os dois progenitores...isto porque não há empresa alguma que dê aos seus trabalhadores 40 dias úteis de férias.

Pode ser viável para pais separados não para pais que continuam a manter a unidade familiar.

No número 7 do artigo 241 do código do trabalho pode ler-se o seguinte – Os cônjuges, bem como as pessoas que vivam em união de facto ou economia comum nos ter-mos previstos em legislação específica, que trabalham na mesma empresa ou estabelecimento têm direito a gozar férias em idêntico período, salvo se houver prejuízo grave para a empresa.

Se uma empresa é "obrigada", pelo Estado, a cumprir este tipo de requisito de forma a promover a união familiar porque razão uma instituição estatal submete-nos, a nós pais, a termos que nos "desenrascar" para tirar férias com desfasamento temporal. Não entendo, não acho justo e revolta-me.

Considero não só esta medida como uma falta de consideração por todas as pessoas que estão deste lado como uma falta de respeito pelo facto de avisarem tão tardiamente. E ponho novamente a questão.

Com as minhas férias marcadas como faço agora? Onde ponho o meu filho nesses 14 dias de Setembro?

Espero que v/Exa., na qualidade de responsável pelo Agrupamento, posso ainda interceder a quem de direito de maneira a que se possa ainda dar a volta à situação e quiçá reabrir a escola, pelo menos, a 6 de Setembro.

Espero uma resposta da sua parte.


Com os meus melhores cumprimentos,"

Férias são as culpadas

Não entendo como é que há pessoas que em vésperas de partir para férias ficam com um mau feitio.

Se se lhe faz um reparo por mais simples que seja respondem a roçar a má educação.


Eu quando vou de férias ando aqui na nuvens pela antecipação da languice e de estar no sofá de pernas para o ar quase a fazer o pino. Devo dizer que o sofá é o objecto mais importante daquela casa para mim...durante o dia e boa parte da noite.

Mas olhem que realmente...o pessoal aqui vai de férias e andam com umas trombas...

...eu, já de mim, tenho pavio curto, e hoje não estou nos meus melhores dias porque tenho alguns problemas para resolver um dos quais será uma carta de reclamação (que postarei aqui mais tarde e cujo assunto me está a revoltar) e ainda me respondem mal?

Ai aia aia aiaiai

Estou a aguentar-me mas a coisa pode dar para o torto hoje.

Vale-se lá entender uma coisa destas

Não compreendo porque é que os Americanos têm que fazer sempre um remake de filmes e séries Ingleses que tiveram sucesso.

Fiquei chocada quando tomei conhecimento que este ano saiu ou vai sair um remake de um dos melhores filmes ingleses, no género de comédia, que eu já vi. Morte no funeral.

Achei estranho o titulo ser igual ao do filme inglês e fui ver o trailer...

Camandro...só muda a cor dos actores...tudo o resto é igual...até o do velhote a cagar na mão do outro...

Fizeram o mesmo com a série "the Oficce" mas quem vê o Ricky Gervais e companhia não acha grande piada à versão americana...pelo menos comigo foi assim...

...quero dizer, qual é a piada de se fazer um filme/série igualzinho ao outro?

Duhhhh...será que os americanos não percebem o sotaque do ingleses? Em vez de legendar decidem gastar dólares a fazer o mesmo filme?

Era quase como se a Globo pegasse na "Vila Faia" e pusesse os seus actores a passarem pelo mesmo que os nossos.



O Filme Inglês de 2007



O filme Americano de 2010