Inevitabilidades

Há coisas inevitáveis. Há desejos inevitáveis mas que se podem reprimir. Há dores inevitáveis mas que se podem tratar. Há promessas inevitáveis mas que se podem adiar. Há sentimentos inevitáveis mas que se podem adormecer. Há necessidades inevitáveis mas que se podem mudar. Há pensamentos inevitáveis mas que se podem esquecer. Há pessoas inevitáveis mas que se podem esconder. Há palavras inevitáveis mas que se podem calar. Há tiros inevitáveis mas que se podem falhar.

Só há uma inevitabilidade para a qual não há remédio...

Massagens


- Sinto-me presa!
- Sente-se presa onde minha senhora?
- Aqui e aqui. Esta parte do pescoço então...dói-me imenso!
- Vamos lá ver isso...
- Eu quando vim a esta clinica de quiroprática...pensava...que vinha ter tratamento com as mãos...
- E é verdade...eu toco-lhe com as mãos!
- Sim, mas puxa e repuxa, estica-me e amassa-me...
- Faço ajustamento da coluna...
- Sei. Mas...ehhhhhh...eu quando vim para aqui julguei que era uma "ajustamento" mais suave...pronto, pensei que seriam massagens!
- Massagens? hummm....
- Massagens eram muito melhores que estes esticões todos...
- Mas pode ter massagens!
- Posso? Isso seria magnifico! Pode ser agora?
- Só um momento...
Ela aguarda na sala durante dois minutos e ouve o doutor a falar com a recepcionista. Quando ele entra na sala diz: - Está com sorte!
Ela sorri satisfeita!
- Consegui uma sessão de massagens para agora...vou só aqui acabar este exercicio na mão. Pronto já está e vou mandar vir...a Helga!
- A Helga? Não é o doutor?
- Não. Eu não faço massagens.
A porta abre-se de rompante com um estrondo e uma mulher enorme entra na sala.
- Esta é a Helga! Boas massagens!
- Eu...eu...ehhhhh...aiiiiiiiiiii

Furacões


Há pessoas que existem na nossa vida de forma suave. Pouco notamos a presença quando estão e por vezes nem notamos a saída.

Outras ao contrário, quando a sua presença deixa de estar a sua ausência é sentida sobejamente mas nada podemos fazer para remediar seja o que for.

E depois há aquelas pessoas que parecem furacões, que estão, e que se fazem sentir mas que impulsivamente partem e fazem sentir a sua partida.

Tal como nos furacões quando estamos no "olho" acalmamos, respiramos fundo mas sabemos que se aproxima, inevitávelmente, o novo rodopio.

Tocam-nos, elevam-nos, esbadalham-nos, chocam-nos, embalam-nos, esfrangalham-nos, abanam-nos e atiram-nos para onde calha.

Há algumas que se apercebem e lamentam e dão-nos a mão para nos ajudar a levantar.

Há outras que seguem o seu caminho, orgulhosamente, sem olhar para trás e talvez desejem secretamente que nos ergamos sozinhos...



Num Bar (foto do Xinun)


Dois amigos encontram-se no bar do costume e sentados ao balcão fazem conversa só para terem o que dizer.

1- Epá, vim mesmo agora de uma reunião que foi uma chatice! - levantando o copo - Ao yeni!
2- Eu sei o que é isso...também já tenho a minha conta! - correspondendo ao "brinde" - Ao Rakl!
1- Ah sim?
2- .... - encolhendo os ombros.
1- Mas olha que esta a que eu fui...foi chataaaaaa. Ao yeni!
2- Então? Ao Rakl!
1- Epá...o pessoal reune-se todo numa sala e depois tem que fazer oralmente um relatório!
2- Pois...geralmente as reuniões são para isso mesmo não é? Cada um apresenta o seu relatório e depois debatem-se ideias...
1- Credo homem, ali não se debateu muito. Para já fui contrariado para a reunião, não fui eu que a marquei e não me sentia preparado, não tinha...ehhhhh...o relatório preparado! Ao Yeni!
2- Epá isso é muita lixado! Uma pessoa quando não vai preparada...Ao Rakl!
1- Eu passei-me quando me mandaram falar...opá enervei-me!
2- Ah sim? Que disseste? Ao Yeni!
1- Eu não os tava a ouvir...quando cada um falava...desligava-me percebes? Ao Rakl!
2- Humm...
1- Estava completamente distraído! Depois quando chegou a minha vez...eu que não conhecia ninguém na sala tive que me apresentar e a partir dali tudo correu mal...
2- xiiiiii, que reunião era essa?
1- Era a dos AA, aquela cambada de desistentes...- disse emborcando o copo que estava à sua frente! - Ao yeni e ao Rakl

Canix e gajix


Já há um tempito que não falo destas duas pequenas criaturas que fazem parte do meu pequeno mundo.

Há algum tempo também que ando a matutar num erro que inadvertidamente posso ter feito!
Dei como nome ao gajix o apelido do Canix! Perceberam? O apelido do Canix é o nome do Gajix!

Vós sabeis que o canix foi o primeiro a "entrar" em casa e como já fiz referência anteriormente o primeiro nome do Canix é Snoopy, muito original...ppfffff.
Ao nome dele atribui-lhe mais tarde um apelido, passando o animal em dias de grande tensão e discussão de vontades a ser chamado Snoopy António. Espero ter deixado claro na frase anterior que só o chamo assim quando estou zangada com ele e lhe arrefinfo a devida educação, ou seja, quando faço prevalecer a minha vontade.
Quando o gajix "entrou" em casa, eu, depois de muito pensar, de pôr várias hipóteses à minha consideração, de consultar as amigas, familiares e colegas, consultar a net e fazer avaliações do significado dos nomes, chego, num brilhante dia de sol, à conclusão que o meu rebento se iria chamar...António!

Agora volta na volta ando a berrar ao gajix e o canix responde com um resmungo. Se está no sofá muda-se para o tapete do chão, incomodado com o timbre de voz, com os olhos pendurados de tristeza. Se está no tapete muda-se para outro sitio só dele, com a cauda para baixo!

No entanto, como canix esperto que é e já adaptado a esta situação quando eu chamo o António para vir dançar ele aproxima-se sorridente e salta enquanto eu e o gajix dançamos...nem tudo vai mal ;)

Felizmente o canix não é ciumento e deixa o gajix aproximar-se, abraçá-lo, puxar pelo nariz, pelas beiças e quase arrancar-lhe os olhos...nessa altura começo a mandar vir com o gajix que faz bu bu bu boo?, como se aquelas sílabas o ilibassem da traquinice e o canix começa a resmungar também...

A melhor cena passou-se esta tarde. Enquanto eu comia uma sandocha os dois viraram-se para mim...o gajix gosta de pão e come-o com avidez e o canix adooorrraaaaaa pão e engole-o quase sem o trincar...e foi nesta situação que me encontrei esta tarde...
...sentada, com o gajix do meu lado direito e o canix no esquerdo...o gajix soprava bu bu e esticava a mão e o canix olhava com um ar pedinchão e eu...que remédio tive senão arrancar do meu pão vários pedaços que separava em côdea, para o canix, e em miolo para o gajix....e comemos todos aquela sandocha satisfeitos da vida!

Vegetarianos e veganos e outros...


Vamos a ver se consigo dizer isto sem ferir susceptibilidades. Até porque tenho amigos que são vegetarianos.

O homem ao contrário de um boi, por exemplo, alimenta-se de carne e claro que ao contrário de uma hiena, por exemplo, precisa de equilibrar essa alimentação com vegetal. Portanto é o que já todos nós sabemos o chamado Omnívoro!

Como tal, o organismo humano foi concebido para comer erva e carne! Mas há pessoas que teimam em fazer uma alimentação em que todo e qualquer alimento de origem animal é excluído. Até aqui tudo muito bem...quero dizer...uma pessoa come o que quer e como se sente melhor e se pensa que desta forma será mais saudável e se se sente mais saudável não há nada a contrapor!

No entanto como em todas as filosofias de vida há sempre alguns (vegetarianos) que vão mais longe e seguem na vertente do radicalismo...Os veganos!

"Estes excluem todos os produtos de origem animal não só da sua dieta como de tudo o que consomem, incluindo cosméticos, vestuário e calçado, entre outros produtos.O veganismo é uma filosofia de vida motivada por ética e respeito aos direitos animais que procura evitar qualquer sofrimento desnecessário aos mesmos.Os veganos não consomem quaisquer produtos de origem animal (alimentares ou não alimentares), nem usam produtos que tenham sido testados em animais ou incluam qualquer forma possível de exploração animal nos seus ingredientes ou processos de manufactura." in wikipédia

Vamos lá a ver uma coisa: os animais existem com um propósito e já não digo que será para serem comidos, que é...
Por exemplo, as galinhas quando põem ovos...estes destinam-se a serem mexidos, cozidos, estrelados, fritos, usados para bolos e para as gemadas matinais para dar força à...hummm...dar energia à ...hummm...musculatura...se não houver galo na capoeira não podem estar galados por isso os ovos podem ser comidos sem dores na consciência...eu como-os de qualquer maneira e não me dói nada, nadica de nada;
Outro exemplo, a vaca quando não lhe é tirado o leite começa a ter problemas...as tetas encaroçam e pode provocar infecções no animal levando-o à morte...portanto e como o leitinho de vaca é do melhor que há...é até ficar o bigode...

E depois há os fundamentalistas que nem sei qual o nome que têm, "extreme veganos"?, que só comem a fruta quando esta cai das árvores...pppfffffffff!!!!!! Pleassseeeeeeeeeeeee a fruta é para se comer quando está madura, tudo bem, mas não é quando está podre duhhhhh...até eu sei disso!!!!!

Enfim...e desenganem-se aqueles que pensam que vegetarianos são aquelas pessoas magras de ossos espetados...nada disso...há vegetarianos que são mais bem constituídos que eu...bom claro que já não posso dizer o mesmo dos radicalistas e fundamentalistas...esses são bem ossudos!!!

Uma coisa é certa...todos eles...comem carne...ehehehehe...no sentido figurativo! :P

Desafio


- Não duvido - disse o aristrocrata - porque num ermo como este, e sem peias, ele podia fugir se quisesse, e ao menos nesse sentido és tão dono dele como qualquer pessoa poderá ser dona dum ser bravio.

A rapariga do falcão de Marion Zimmer Bradley




Respondo assim ao desafio lançado pelo Chapas a moi, je, me and myself.

O desafio consiste em agarrar no livro mais próximo e escolher a 5ª frase da página 161...e depois selecionar 5 pessoas para o fazerem...então ficam selecionadas as seguintes pessoas:






I Would like to think that!


Gostaria de pensar que todos temos an angel de guarda. O meu chamar-se-ia Samuel. I don't kmow why...é o nome que me sussuram os ouvidos. Quando estou na edge deveria sentir an hand sobre os meus ombros para me sentir safe.

Gostaria de pensar que eu tenho an angel e que quando me rio ele ri-se with me e quando choro ele não...

Gostaria de pensar que o meu anjo me dá a mão para me acompanhar pelo the right way. Puxar-me always on track. Mas não a sinto, nunca a senti...nem um leve encostar de shoulders nem um leve toque do respirar.

Por vezes imagino que também, ele, poderá andar triste e nesses days ausentar-se-ia. Gostaria to think que lhe poderia eu dar a mão, fazer-lhe ver a razão...que um anjo também se cansa!

Aulas


Quando andava na quarta classe tinha uma professora que não gostava de mim e o sentimento era reciproco. Ainda hoje não posso ver a senhora...
Lembro-me perfeitamente de um exercício em particular. Normalmente fazíamos ditados e ela implicava comigo porque não se viam os "pontos finais"...e o que é que a senhora fazia? Dava-me carolos...ppffffffff...como eu a detestava! Houve um dia, que este espírito traquina, resolveu dar o troco...
Ela começou o ditado e eu muito atentamente fui elaborando palavra a palavra o que ia ouvindo...e atrasava-me um bocadinho...quando ela acabou foi dar uma olhadela geral aos cadernos e arregalou os olhos quando viu o meu...ehehehehehehe...ainda me lembro do prazer que senti...eheheheheheh...ela já não podia implicar com os meus "pontos finais" invisiveis...pois eles estavam agora bem visíveis a qualquer olho, mesmo ao nu :P.
Fiz bolas do tamanho de um "O" e pintei-as com a caneta...claro que foi isso que me atrasou a fazer o ditado.
Bem...a obra de arte estava exposta a quem quisesse espreitar! E acham que ela me agradeceu? Nada! Levei com mais carolos...raios de mulher difícil de satisfazer!!!!!

Sol

Para a Sandrine que faz muito mais que o SOL...

Juntas somos mais ;)

A escalada (foto de Miss Precious)



- Tas a ver onde é a janela?
- Tou..vais ser difícil lá chegar!
- Mas conseguimos, não achas?
- Acho! Deve dar para subir!
- Vamos começar...passa-me a corda!
- Toma...mas é melhor atar-lhe uma arpão!
- Achas?
- Sim...senão como...vês, escusavas de atirar isso assim para o ar...se não tiveres...olha lá...pára de atirares isso para o ar...se não tem nada na ponta....mas tu não me ouves?
- Tou-te a ouvir...tava a ver se alguém lá em cima a agarrava!
- Quem achas que a ia agarrar?
- A moça! Não viemos soltar a moça da torre?
- É bem visto! Mas ela deve tar a dormir...
- Achas?
- Sim...se não veio apanhar a corda...com o barulho que estamos a fazer...
- Hummm...deve ser daquelas dorminhocas...
- Não se diz dorminhoca pá...diz-se com sono profundo...
- Bom a corda não dá...
- Tens as estacas?
- Tenho mas como metemos todas?
- Vamos pondo à medida que subimos!
- Subimos? Não vais só tu!
- Vou...tu espetas as estacas e eu subo!
- Ahhhhhh...ta bem...
(depois de metade das estacas metidas à martelada)
- Olha lá...
- Diz!
- Estou a ver ali outra janela...em qual das janelas ela está?
- Outra?
- Hummm...Deixa-me descer...
- Ela está na janela que tinha vista para o castelo...
- Ahhhhhh....a torre está precisamente no meio do castelo...
- Hummmm...se calhar não é esta janela...temos que tirar as estacas e pôr na direcção daquela janela!
- Porque achas que não é esta janela?
- Porque se fosse ela tinha apanhado a corda...às vezes...parece que não pensas!
- Vamos atirar a corda àquela janela!
- Está bem, mas desta vez prende-lhe um...que raios homem...pára de atirar a corda sem nada na ponta!
- Não está ali ninguém também!
- Achas que está a dormir?
- Será que isto tem mais janelas?
- Vamos dar a volta...hummm... 4 janelas!
- Vamos pregar as estacas e depois espreitamos lá para dentro...
- Acho que vamos ter trabalho para nada!
- Vá...espetemos as estacas!
- Está bem!
(com as estacas todas espetadas e a espreitar para dentro por uma das janelas)
- Então que vês?
- Está muito escuro...a única coisa que vejo são mais três janelas!

Zoo


Fui lá sim!
Desafiada pela minha amiga Miss Precious para fazer um safari enfiei uns ténis pus o gajix às costas e de trouxa feita segui caminho até ao zoo. Foi um dia muito bem passado! Cansativo...mas tudo o que o envolva o gajix por si só já é cansativo...
Acabou bem...embora com uma turbulência a meio da jornada de regresso a casa, que acabou com uma discussão com um taxista no meio do trânsito. Enfim...já não me calo...nem aos taxistas que por vezes julgam que são os senhores do asfalto!
O gajix gostou, viu muitos cães, todos chamados snoopys, e uns maiores que outros! E ainda viu uns gatinhos também, que ronravam ao sol.
Tirando um voo picado, em género de kamikaze, levado a cabo por um pombo taralhouco que ia atirando a Miss Precious ao chão (tou a exagerar) a visita ao zoo foi magnifica.
Embora ainda exista a, sempre horrorosa, aldeia do macacos é de destacar o esforço que o zoo está a fazer para "dar" um ar mais natural ao habitat dos animais!

Ps: não estou a alimentar o bichinho...estou a fazer-lhe uma festinha ;)

Verdades


A verdade anda por aí...de boca em boca!
Há verdades intrínsecas a cada personalidade.
A minha verdade pode ser para ti uma mentira...depende do ponto de vista! Ou a mentira é uma verdade para a pessoa a quem se "conta".
Sei que me mentes mas finjo que o que dizes é verdade. Sorrio para te mentir também. A minha mentira é fingir que tudo o que dizes eu tomo pela verdade...minto também não é? Não sei porque finjo que acredito nas tuas "verdades", talvez para ser mais suportável a distância, talvez para ser mais suportável pensar que existo para ti...mas engano-me a mim própria! Já não existo! Esta é a tua mentira e a minha verdade ou talvez a minha mentira para a tua verdade!

A caixa


Olho para a caixa que tenho à minha frente. Poderia descrevê-la mas não quero. Estou num dilema asoluto entre duas vontades. Abro ou não abro. O fecho é tão singelo que a força que teria de dispender para a abrir é quase nenhuma em termos relativos. Passo-lhe várias vezes com a mão, por fora, para sentir a textura...é suave como um toque de uma outra mão que não a minha. Precisava de ver o que há lá dentro mas se a abrir as consequências poderão ser terríveis. Esta caixa tem uma maldição...tal como os armários...têm esqueletos!
Mexo na caixa e dou-lhe voltas, indecisa. Prefiro saber ou ficar na ignorância? Que conterá a caixa? Segredos murmurados num papel? Factos gritantes com cores berrantes?
Sinto crescer em mim uma ansiedade angustiante. Não me consigo decidir...acho que vou adiar mais uma vez...talvez noutro dia...quando tiver mais consciente do que quero e de que não doerá tanto...saber o que contém a caixa!

Foto: Box 3 by mehmeturgut (todos os direitos reservados)

Jeff Duhnam # 1

Jeff Dunham #2

BMW = Big Mexican Woman

"José has the stick"

O Miúdo...

...é teimoso ou persistente?

video

Gostava que fosse verão (foto Sandrine)


Chamo-me Pedro. Estou na fila e os pensamentos fluem como água numa nascente. Neste momento, em que estou à espera que me chamem, é inevitável pensar como a vida passa depressa. Temos tanta ânsia de atingirmos a maioridade mas com esta vêm as responsabilidades e passamos a ter uma vida ocupadíssima! Gostava de ter tido tempo para saborear certos momentos mas na altura nem percebi que eram únicos...que não se repetiam...e passei por eles como a folha que se liberta da árvore e baila até ao chão!
Olho para esta foto e sei precisamente qual era a sensação, ainda me lembro do bem estar que me inundava, parece que consigo mesmo sentir a brisa do mar. Enquanto o meu tio pescava, eu e o meu primo Luís brincávamos descontraídos. Fazíamos construções na areia e víamos estas serem levadas para o mar! Escolhíamos pedrinhas de várias cores e acabávamos por deixar a maior parte delas empilhadas na areia. Eram tempos felizes sem qualquer preocupação!
Este foi o verão que marcou a minha vida em criança. Nunca mais se repetiu. Depois na primavera seguinte veio a invasão das máquinas e tudo mudou. O mundo tal como o conhecíamos ficou destruído. Nunca mais vi o meu primo nem qualquer membro da minha família. Olho pela janela do laboratório e lá fora reina o negro, não há arvores, a terra está seca e cheia de sulcos. A maior parte das pessoas, depois de um grande confronto, rendeu-se ao poder das máquinas, deixam que o corpo seja substituído pelo aço. Onde chegámos! Ainda existem alguns rebelde mas a maior parte das pessoas fartos de tanta atrocidade cederam ao conforto proporcionado pelas máquinas. Transformam-se e são meio máquina meio pessoa. Compreendam que foi necessário, já não há alimentos para todos...e como máquinas só precisam de energia solar.
Estou em fila e próximo da minha vez e só me lembro que gostava de voltar àquele verão. Ao verão da minha inocência. Tarde de mais ...é a minha vez..fui chamado! Amanhã serei metade homem e metade máquina e esta vontade deixará de existir...tudo será eliminado...mas neste momento...gostava que fosse verão!

Cagalhotos


Não sei muito bem como começar este post. Tenho uma certa dificuldade em fazer o texto adequado...mas cá vai qualquer coisinha!

Podia falar em caganitas mas parece-me que cagalhoto soa melhor...neste caso.

Este fim de semana andei em lavagens. O Sábado esteve magnifico com muito calor e eu aproveitei para lavar e chafurdar na água (como eu costumo dizer). A máquina da roupa fez umas 6 lavagens e eu peguei na mangueira e fiz outras mais.

Há algumas semanas atrás choveu. Quando chove o canix, parece que faz de propósito e, acarta, nas patas e peito (ele é rodinhas baixas), toda a terra que encontra para o alpendre. Além disso, nessa altura, houve uma invasão de formigas com asas que, por causa da humidade se agarraram às paredes e muitos cadáveres ficaram no alpendre. A acrescentar...as aranhas alojadas, aos cantos e arredores, fizeram um festim e do alpendre um wc. No entanto fiquei intrigada quando aparecerem uns cagalhotos no peitoril de uma das minhas janelas. Pensei que andava rato por ali mas achei o local estranho para se deixar uns cagalhotos...mesmo para rato!

Portanto...equipada para uma lavagem à mangueirada, de sapato botim, calças presas com molas da roupa para não molhar as bainhas, vassoura na outra mão e um pouco de detergente...comecei a minha tarefa!

Dei volta a tudo...lavei vidros, portadas, parede, colunas...chão (o objectivo principal)...e quando mexo nas portadas da janela sai de lá uma osga...a minha amiga e companheira de verão...que por sinal desde o verão...está muito maior e mais gorda. Ela, para safar-se à água, refugiou-se no tecto por cima da porta da cozinha e eu continuei com a minha tarefa. Depois de tudo lavadinho...começo a dar uma olhadela pelo excelente trabalho que tinha feito quando de repente vejo um cagalhoto...

Plim plim plim (cérebro a funcionar)...plim plim plong...o cagalhoto estava perto da porta da cozinha...era da minha companheira gorda! A osga...

Mistério resolvido! O pior é que...não bastava as aranhas...agora tenho mais um animal a fazer do alpendre um wc. Tá Maleeeeeeeeeeeeeee!

RTP 2

Ontem fui "alertada" por MSN que estava a dar um filme "europeu"! Atenção ao pormenor...um filme europeu...hã?...e sabem o que quer dizer filme europeu?...pois...bom neste caso era para referir um filme francês...chatoooooooooooo....mas com cenas de sexo implícito! Fui ver! Não sei como se chamava mas achei piada à personagem principal chamar-se...SANDRINE!!!!
Bom...o filme...era francês...LOL...e...tinha cenas de sexo...lésbicas...e ménage à trois...e incesto...e orgias...chantagem...crime...e era chatérrimo (agora fiquei com ar de tia!)!



A seguir o canal passou o RRRrrr, também francês e sem sexo mas com crime, intriga, mocas, perucas e muita parvoíce...de salientar que o Gérad Depardieu entrava!
Eu estava a gostar de ver mas a hora já ia longa e eu tenho um despertador que não posso desligar para se calar (gajix) e não queria fazer uma directa.Vou ter que ver este filme noutra ocasião mas tenho pena que o canal tenha optado por pôr um filme inócuo tão tarde. Podiam ter trocado o horário destes dois filmes acho que não tinham perdido nada pelo contrário...muita gente se deve ter ido deitar depois dos primeiros 10 minutos do primeiro filme, chatérrimoooooo!

Death note-The last name


Ontem vi este filme...não vou falar deste filme porque me fascinou ou porque é um filme diferente ou porque a história era deveras interessante ou porque vos quero aconselhar a vê-lo e dizer que não é para todas as pessoa...nada disso até porque nem me fascinou, nem é diferente, nem é deveras interessante e qualquer pessoa o pode ver! Baseado na série em manga de Tsugumi Ohba e Takeshi Obata.

Vou falar dele só para dizer que esse gajo que aparece de branco comeu doces durante todo o filme e ainda lambia os dedos! Eles eram chocolates, chupa-chupas, marmelada, brigadeiros, gelados...e aquilo meteu-me tanta....hummmmm...vontade... que hoje fiz o bolo!

Habilidades


Acabei de fazer mais um bolo de bolacha. O meu segundo bolo. :)
Ainda não ficou perfeito mas ficou muito melhor que o anterior! O creme para barrar ainda não atingiu a devida consistência mas, desta vez, não parece molho! Estou satisfeita, noto perfeitamente que estou a melhorar, ehehehehe.
O problema é que não tenho uma receita, tenho apenas as quantidades de ingredientes que devo aplicar e...perguntam vocês: sabes o que é a Internet? Sei, sei muitíssimo bem o que é a Internet e já fiz a devida pesquisa mas...aparecem tantas receitas que eu fico indecisa!

Em meu abono posso dizer que consegui montar um portãozinho para as escadas SOZINHA!
É certo que fiquei baralhada no meio de tantas pecinhas, parafusos e anilhas! É certo que tinha uma espécie de manual para seguir mas do qual pouco entendi...é certo que precisava de uma extensão da grade para o portão não ficar "solto"! Mas, como típica portuguesa usei a técnica do desenrasque e o portão ficou impecável...sem pôr defeitos...estou orgulhosa!
Esclareço que o portão é daqueles de segurança, próprio para gajixes curiosos, aventureiros e trepadores de escadas...e que o gajix depois de montado foi experimentá-lo...subiu, pendurou-se tal macaquinho, desengonçou-se furioso por não poder continuar com as suas escaladas gatinhadas mas não passou para o outro lado!

Moral da história: posso não saber fazer aquele bolo de bolacha com sabor a café mas monto portões instintivamente com uma pinta do caraças! eheheheheh!
Não é à toa que me chamo Kruella...é só pinta ;)

Idiota...


...que eu sou!

Há minutos na vida de uma pessoa que podiam ser rebobinados, metidos numa Tv e serem mostrados aos protagonistas! Só para verem a figura de parvos que fazem
Muitos desses minutos são passados à frente do volante do carro.
Acho que uma pessoa quando entra no carro e se agarra ao volante se transforma...fica outra pessoa. Por vezes o civismo desaparece, nalgumas situações, e o bom senso eclipsa-se noutras.

Eu fui protagonista de um desses minutos!

Já há algum tempo que eu tinha chegado a esta conclusão...que a transformação se dá quando viramos automobilistas. O pior é que reparo na atitude dos outros e eu se provocada faço o mesmo...é triste!

Então...o que aconteceu foi...que cedi ao picanço em plena autoestrada.

Quando vou sozinha no carro e sempre que o posso fazer com segurança...o pé fica mais pesadote no acelerador...aguardo sempre uma distância bem razoável do carro da frente...mas por vezes os carros que vêm atrás não o fazem.

Só me apercebi que vinha no picanço quando o mesmo Toyota de nove lugares passou três vezes por mim e eu passei-lhe outras tantas...achei estranho "ele" com o carro cheio de gente passar-me tantas vezes àquela velocidade e depois reduzir à minha frente...passei-o novamente e decidi aumentar a velocidade para me distanciar...não vou aqui dizer a quanto fui mas fiquei siderada quando vejo o gajo a seguir-me e passar por mim novamente...nessa altura...percebi o que era e tratei de esticar o dedo...mas como grande idiota que sou cedi...alinhei naquela parvoíce!

Quando tive que sair da autoestrada ainda ia a remoer porque "ele" ia a ultrapassar-me e fiquei a pensar se ele julgaria que "ganhou"...depois...caí em mim!

IDIOTA!

Moca (?)

video

O importante é a diversão...e este senhor diverte-se à brava!

Para quem...

Gosta de música...ou melhor...de ler uma partitura....

Anedota


Uma velhota vai no autocarro e, de repente, começa a gritar:

- Ai, a minha bolinha! Onde é que está a minha bolinha? Caiu-me aqui e não a vejo! Ai, a minha rica bolinha!

Toda aquela gente se põe à procura da bolinha, desviando os pés, procurando no chão, olhando debaixo dos bancos, todos a quererem ajudar a velhinha a encontrar a sua bolinha. A certa altura a velhinha mete o dedo no nariz, saca um macaco, começa a enrolá-lo com os dedos, e diz, tranquilamente:

- Deixem lá. Não faz mal. Eu faço outra.

Boa sorte



Hummm...ia pôr aqui parte da letra mas...nahhhh...só mesmo para dizer que ainda não sei muito bem se gosto desta música...para começar é metade brasileira e quem me conhece sabe que não vou muito à bola com música brasileira. Passa uma de vez em quando...e...esta é muito melódica!

Preservativos


Numa época em que a campanha para o uso dos preservativos está outra vez em voga (vide vídeo em baixo)...e em que alguns blogs dão o seu contributo, como o do Antidoto, achei que também podia dar um contributo...à minha maneira! (passo a publicidade!)





2 Filmes

Aviso ao leitores que querem ver o(s) filme (s) vou tentar dizer o mínimo mas vou ser SPOILER:



Quem quiser ver Planeta Terror que vá consciente que este filme é um retrato daqueles filme de série z que passam directamente para a TV e cujos cortes se notam perfeitamente. Os diálogos são idiotas e é por isso que o filme tem a sua piada! É um filme de terror em que toda a gente que vê só pode rir...tem cenas que são tão ridículas que nos arrebatam o riso fácil. Gostei especialmente de algumas cenas (SPOILER): O desmembramento de alguns corpos, a busca do anel do policia, o facto de o médico ser contagiado, quando a serra eléctrica deixa de funcionar e o zombie arranca uma borbulha e a esfrega na cara (a borbulha da cena de antes não lhe fez nada) e ainda o zizi do Quentin Tarantino se ir desfazendo à medida que avança com o intuito de violar a perneta e cair em pedaços escorregadios no chão. A única cena que me meteu impressão foi a do pulso partido ;)
Ainda de referir que a Fergie aparece como a moça boazona do filme, que curiosamente apesar de ser loira não parece ser tonta a não ser...na sua última cena ehehehehe...e ficamos com a perneta que tem uma metralhadora na perna e a médica lésbica. Não sendo um filme para todos os gostos...eu gostei.


Este outro filme...de suspense...que dizer?!??! Hummm...Spoiler: A destacar dois momentos de humor quando o telefone toca ;) o resto do filme deixou perguntas no ar,pelo menos para mim. É evidente que quem manda o postal é o administrador do Hotel, que depois aplica psicologia invertida mas...ficamos sem perceber que tinha o quarto afinal, além de ser o que eles lhe chama: "evil room" ou o que deu origem àquela maldade para além do somatório dos números...e porque precisou o Samuel que o Jonh lá fosse deitar-lhe fogo?!?!? Porque é que o gravador grava nitidamente a voz da pequena?!?!? Donde vem aquela cena do barco em dia de tempestade? do quarto ou da mente da personagem de Jonh??!?!? e Já agora porque é os outros quadros não se "manisfestam" da mesma maneira?!?!?!...O papel do Samuel é pequeno e nada de especial...e levamos com o Jonh o resto do filme. Aiiiiiiiiiiiiiii...eu gosto de um bom filme de suspense quando consigo fazer uma ligação lógica das cenas...mas assim...penso sempre que o filme não me satisfez...terei que ler o livro!

Fantast...o quê????

video

Ganda lataaaaaaa...eu também canto no duche...no entanto...

No campo # 2 (foto Chapas)


No dia seguinte tive que me levantar cedo. Esta gente é maluca. Levantam-se às 6 da manhã. Não entendo porquê? Quer dizer as vacas não aguentam? A porcaria do curral não pode ficar mais tempo? Elas estão sempre naquela vida...a despejarem a tripa...não é por limpar aquilo às 7 da manhã que às 10 está tudo limpinho. Claro que eu não disse nada. Não queria que pensassem que eu não estava preparado...eu estava...mas ainda adormeci com a testa encostada a uma perna da vaca. Acordei a levar com o rabo dela, cheio de crostas secas, pela cabeça. Nem vos digo o que eram as crostas secas. Ughttt! Eram 10 horas da manhã estava esfomeado e a cair de sono. Fiz 3 dias a mesma coisa...tratava dos animais de manhã à noite e havia sempre qualquer coisa para fazer...
O sr. Bode já não olhava para mim de lado. No quarto dia, chegou-se ao pé de mim e deu-me um calduço nas costas: - Hoje queres ir experimentar aquilo? - perguntou-me apontando para um tractor enorme.
- Eu...eu...nunca conduzi uma coisa dessas!
- Nunca conduziste um carro?
- Já mas...
- É igual...é até muito mais fácil!

Eu olhei para aquele monstro com um sorriso amarelo. Subi para cima dele e o Sr. Bonito explicou-me como a coisa funcionava. Sim, de facto parecia ser fácil. As mudanças, a embraiagem os travões e depois a alavanca que dá acesso às alfaias que se atrelam atrás ou à frente. Fui avisado dos vários perigos que podiam surgir com a falta de cuidado e pronto...fácil! Aprendi tudo em meia hora e conduzi o tractor até aos campos que deviam ser arados...acompanhado pelo sr. Bonito!
Mas...o sr. Bonito recebe um telefonema - parto de uma égua que estava a correr mal - e deixou-me sozinho com o tractor nas mãos com a indicação que eu devia arar todo o terreno onde tinham estado os tomateiros. E foi o que fiz! E achei aquela tarefa bem fácil só tinha que andar com o tractor para a frente e para atrás e passar duas vezes pelo menos para o terreno ficar bem arado. Ia comendo as buchas que lá tinha e fiquei por lá todo o dia.
Quando estava mesmo a acabar...apareceu o sr. Bonito...o homem estava branco. Eu pensei que ele tivesse perdido o animal no parto...porque ele nem conseguia dizer nada de coerente. Para o animar levantei-me em cima do tractor e com o braço esticado mostrei-lhe todo o meu bom trabalho. O homem balbuciava...pensei, por momentos, que,ele ia ter um ataque cardíaco.
- Onde está o milho? E a beterraba? e os girassóis?
- O quê? Tá tudo arado como o Sr. Bonito me disse...
- Eu disse...que era só a parte dos tomateiros...que fizeste tu, meu pilantra? Só ali estão as árvores...

Granda bode! E depois diziam que eu é que não aguentava lá uma semana...claro que aguentava...eles é que não me aguentaram apesar de até hoje não ter percebido muito bem o que aconteceu...só fiz o que me mandaram...não tenho a culpa de não saber o que é o quê...para mim aquilo era tudo erva!

No campo # 1(foto chapas)

Disseram que eu não era capaz. Disseram-me que lá por ser um rapaz da cidade não conseguiria aguentar-me nem uma semana no campo. Eu sou teimoso. Ó se sou teimoso!
Sempre fiz tudo o que me deu na real gana. Por isso me meti em sarilhos...dos grandes! Mas convenhamos a mim ninguém me desafia! Não desta maneira. Pronto...é melhor contar a história do principio.
Fazia parte de um gang justamente porque alguém apostou que eu não conseguia fazer aí umas cenas. Consegui...consegui fazer essas e outras mais...das quais hoje olhando para trás não me orgulho. Mas ta-se a ver né? uma gajo quando é novo tem que experimentar as cenas, não pode ficar para trás em relação aos outros senão passa por coninhas! Resultado: fui apanhado e engaiolado!
A miúda que falou comigo...a juíza...disse que me mandaria um mês para o campo mas que provavelmente eu não aguentaria uma semana...epá mas disse aquilo de uma maneira...que eu...tripei! Arreganhei-lhe os dentes e respondi que para mim era como ir de férias...um mês no campo...está no papo!
Quando me entregaram na casa da pessoa que me acolheria durante aquele tempo...o Sr. Bonito (pppffffff de bonito o homem não tem nada é feio como...como...uma bode ehehehehehe...adequado ao ar campestre) olhou para mim e reclamou: Raios partam...só me mandam rapazolas enfezados! Este puto não aguenta nem uma semana!

Ai ai ai ai...aquela conversa começava a irritar-me. Mas que é isto agora? Parece que estão todos combinados! Além disso, depois de ver onde ficava o meu quarto fui levado a uma visita guiada pelo resto da casa e aos anexos, até ali nada de anormal. No entanto quando o sr. Bode mostrou-me um grande armazém onde guardava os materiais e ferramentas que usava no campo, eu fiquei logo de pé atrás...quer dizer quando me falavam em campo eu conseguia imaginar uma quinta onde vacas pastariam, ou ovelhas, ou cavalos...sei lá imaginava-me a dar de comer a galinhas que é só atirar umas coisas quaiquer mas aquilo que ele me descrevia...era no minimo...trabalhoso. E quando falo em trabalhoso...ai vida...era a sair do pêlo...como saiu no dia seguinte que fiquei todo partido!
Continua...

The pretender

Da música nem falo...gostooooooooo! Quem gosta, gosta...quem não gosta, cheira e deixa!

MAS O VIDEO...é digno de se ver!

Estão a ver o placard vermelho????Estão a ver a chegada de um elemento de intervenção???Estão a ver os homenzinhos de negro todos numerados???Estão a ver aquele momento que antecede o encontro em que adrenalina invade num grito avassalador???

Estão a ver o mesmo que eu??? Entendem o video????

Simplesmente fabuloso!

Tututu tuutututu

Olá,
Fiquei sem saber se recebeu a música. Se recebeu....hummmm...e como ainda não a ouvi....aummmmm...bom....não deve fazer parte do que pode passar na rádio (prefiro pensar isto a pensar que não gostou, até porque eu avisei que devia ouvi-la até gostar).
De toda a maneira houve um colega meu que teve o desplante de me dizer que a ouviu várias vezes e que não compreendeu como é que eu podia gostar "daquilo".
PPppfffff "daquilo" atreveu-se ele a dizer, lá porque ninguém percebe patavina do que eles cantam não quer dizer que chamem àquilo "daquilo". Teve para levar mesmo com um "daquilo" pelas trombas mas...safou-se só com um olhar arregalado e maquiavélico!
Bom...esta parte também não interessa para nada era só mesmo para lhe comunicar que (depois do "daquilo")...prontosssss....compreendo que não a tenha posto a passar na rádio.
Claro que por breves momentos me passou pela cabeça fazer-lhe uma ameaça do género...ahhhh e tal...não mete a música e deixo de ouvir a sua estação durante aqueles 20 minutos matinais, serei uma luzinha a menos no vosso quadro de estatísticas. Mas depois pensei melhor e só o trabalho de carregar no botaneco do rádio para mudar de canal e dali toda a minha concentração na condução ficar arruinada...nahhhhh....vai ficar mesmo assim...nem lhe vou dar importância...LOL.
Além disso sabe como são as paixões num dia estão no auge e é ahhhh e tal, um beijo com língua, no outro dia já é ahhhh e tal, toma lá um xoxo! Já tá na fase do xoxo...por isso...
Esta mensagem vai-se auto-destruir em 5 segundos: 5, 4, 3 (vai ter que carregar no delete) ...ainda não, ainda não...lembrei-me mesmo agora de uma sugestão para passar na rubrica "musicas da nossa vida"...a música do genérico daquela mítica série de tv, do pessoal da nossa geração: Missão impossivel ;)...turuuuu tururuuu tutu...tung tung tung..tung...lalalaaaaaaaaaaaaa...lalalaaaaaaaaaaaa (sorry não resisti)
Pode apagar agora ;)
Ps: Vou postar isto no blog por isso se houver algo em contrário...
Beijinhos,
K.

Inside Man



Achei o filme "Inside Man" muito bom. Todos eram cúmplices e ninguém estava inocente. Já vi este filme há imenso tempo e revi num dos canais de TV. Curiosamente esta música, que abre o filme, já na altura da estreia me fez arrebitar as orelhas e quando revi o filme lembrei-me de a procurar. A música ouve-se três ou quatro vezes depois...põe-se de lado!

Porquê postar isto? Só para dizer mal e vos mostrar que: ou estes cantores basearam-se em famosos para fazerem o video ou foi o contrário...os famosos viram-os e não resistiram a imitá-los!

Muito resumidamente: A cantora dá ares da Britney quando mexe a boca fora da música (eheheheh pode ser defeito do video) e dá ali uns trejeitos à Sakira (eu sei, eu sei mas apeteceu-me ser mázita). Quanto ao cantor...com aquele casaco vermelho parece o...Michael Jackson...até a dança em cima do comboio...parace tirada do "Triller"! Só falatava a coreografa ter sido a Paula Abdul.