Windows 8 em PC

Muito bem feito!
Está de uma simplicidade magnifica e consegue passar a mensagem esplendidamente de forma leve.

Muito BOM!



Best Christmas Cake Ever



Probably the best you have ever Had!

* 2 cups flour
*1 stick butter
*1 cup water
*1 tsp baking soda
*1 cup of sugar
*1 tsp of salt
* 1 cup of brown sugar
*Lemon juice
*4 large eggs
*Nuts
*1 Bottle tequila
*2 cups of dried fruit

Sample the tequila to check quality. Take a large Bowl, check the tequila again to be sure it is of the highest quality, pour one level cup and drink. Repeat.

Turn on the electric mixer. Beat one cup of butter in a large fluffy bowl. Add one teaspoon of sugar.

Beat again. At this point it's best to make sure the tequila is still OK. Try another cup...just in case. Turn off the mixerer thingy. Break 2 eggs and add to the bowl and chuck in the cup of dried fruit.

Pick the frigging fruit up off floor. Mix on the turner. If the fried druit gets stuck in the beaterers just pry it loose with a drewscriver. Sample the tequila to check tonisisticity.

Next, sift two cups of salt. Or something. Check the tequila. Now shift the lemon juice and strain your nuts. Add one table. Add a spon of sugar, or some flink. Whatever you can find.

Greash the oven. Turn the cake tin 360 degrees and try not to fall over. Don't forget to beat off the turner. Finally, throw the bowl through the window. Finish the tequila and wipe counter with the cat.



A dois pés



Hoje fiquei fora
saí a dois pés
e curvei-me quando dobrei o joelhos
tentando seguir os passos de outrora

Hoje sonhei longe
muitas palavras
em histórias diferentes
muita fauna e flora

olhei para os traços da mão
e relembrei aqueles que não tinha
observei montes e vincos
numa vida meio vivida

Muitos sonhos e esperança
sem contexto e pouca visão
devo isso à inocência de criança

Foi um mundo aberto a verde
sarapintado de amarelo
um sorriso que se transformou em tique
a meio do quartel

A luta que se avizinha
faz surgir os piores receios
por mim estou preparada
para fluir
satisfeita se conseguir
mas por ele me alheio

Com um pé de cada vez
caminho devagar sem ilusão
regresso da ida
com dois corações:
Um no peito outro na mão.




MASHUP 2012






I LIKE IT...ALOT!!!

Momentos



Na semana passada entre mim e o meu filhote.

-Mãe, agora só me falta a mão do homem aranha! Quando é que faço anos?
-Anos? Isso é quase daqui a um ano. Podes pedir isso pelo Natal...

-Quando é que é o Natal?
-É no final deste mês? Talvez se pedires à avó....

-À avo? Ó mãe!!!! À avó, não. É ao Pai Natal!

(...) a sorrir...(...) - Achas que te portaste bem, este ano?

(...) a cerrar os lábios (...) - mais ou menos!
- Bom, então o melhor que tens que fazer é escrever uma carta ao pai Natal...

de cabeça baixa e voz sumida- eu não sei escrever. Podes ser tu a escrever por mim?
- Sim, vamos lá!

De caneta e papel na mão perguntei-lhe que queria pôr na carta.

- A mão do homem aranha - respondeu ele quase sem fôlego.

Sim, mas temos que começar a carta como deve de ser...

"Querido Pai Natal...

- Querido? Porque estás a dizer querido ao pai Natal?
 -Ó filho, porque ele é fofo. Afinal pode trazer brinquedo para ti mesmo não te tendes portado muito bem durante todo o ano. Por isso  "querido Pai Natal" e mais?

- Quero a mão do homem aranha!

- Não. Não pode ser assim. Estás a fazer um pedido temos que pôr argumentos persuasivos e pedir delicadamente. O "quero" não é muito razoável.

- Está bem! Põe "se faz FAvor"

Vamos lá: "Este ano não me portei muito mal, por isso, GOSTAVA de lhe pedir uma luva do homem aranha, carrega-se num botão e dispara mesmo uma teia, no sapatinho."

- e mais?

- e...(pensativo)...um jogo de ping-pong, um relógio do ben 10, uma revista de peixes, um helicóptero tele-comandado, um jogo traga-bolas e um filme da ovelha xoné

- quando disse "e mais?" era para finalizares a carta de forma educada...

- (...) 
- (...) "Obrigado". Va! (fiz um traço) assina lá a carta com a tua melhor letra!




Ps: Mal ele sabe que o pai natal já entregou a luva há algum tempo cá em casa ;)
Hohoho

Uma questão de opinião...


No meu mundo, pelos vistos, um mundo muito próprio, existem certo tipos de diálogo que me afetam os nervos capilares, gustativos e oticos.
Deixo aqui uma breve descrição desses tipos de diálogos.

As pessoas que quando damos a nossa opinião sobre um assunto:

1- assumem imediatamente a posição inversa, seja qual for o assunto;
Ex: Eu gosto de Branco! VS Eu de Preto.

2-Assumem uma posição inversa e quando tentam explica-la, vão pondo aliases até chegarem à mesma opinião que eu mas dando a impressão que a opinião original é deles;
Ex: Eu gosto de Branco! VS Eu gosto de preto se bem que o cinzento me agrade mais, aliás se aclarar fica aquela cor tipo baço...aliás...se esbranquiçarmos fica MUITO melhor...aliás...olha...só para não ir mais longe o branco é a minha cor preferida!

3-não assumem uma posição se não fizerem uma quantidade de questões;
Ex: Eu gosto de Branco! VS Porquê? Onde podes aplicar o branco na tua vida? Não achas que é uma cor impávida? O branco não te faz sentir mal? Gostas do branco num screen blue? É a cena que pisca num ecrã preto? Gostas de plain, traços ou pintas? Gostas de branco tipo neve de 5 dias  ou branco tipo neve acabadinha de cair?

4-não assumem posição alguma e desviam-se completamente do assunto;
Ex: Eu gosto de Branco! VS Acho que isso pode não ser bem assim...por exemplo quando folheias um livro, o melhor que tens a fazer é fazê-lo com a mão direita enquanto o agarras com a mão esquerda...isto se fores dextra. Se fores esquerdina o caso muda de figura, talvez uma figura inversa. Olha, por falar nisso quando lês as palavras e te saltar à vista a palavra SOCULAMOS ou LINUX, o melhor que tens a fazer é lê-las novamente de trás para a frente ou de pernas para o ar. O teu cérebro vai às nuvens. Por nuvens visto como andavam por ali uns pássaros estranhos....eiiiii...que foi?....que foi que eu disse? Onde vais? Estou a falar contigo e viras-me as costas?

5-assumem uma posição arrogante de mete nojo e deixam claro que ou estão com ela (a sua opinião) ou estão contra ela (a sua opinião)! Não há estados intermédios.
Ex: Eu gosto de Branco! VS Eu não gosto de branco e acho que toda a gente que gosta de branco é profundamente idiota! O branco não tem qualquer qualidade é uma cor sem cor! Eu gosto do Castanho! É do castanho que deves de gostar porque é dessa que eu gosto!
VS Nahhhh, fico-me pelo branco...o castanho é a cor de...cócó!

Boneca Humana


Esta menina Russa de 21 anos, Valeria Lukyanova, está a singrar no mundo cibernético com a sua exposição como boneca Humana.

Não é a única. Se procurarem no Google vão encontrar muita coisa sobre ela e outras. 
É uma nova forma de "arte" que está a surgir e de fato é até engraçado ver como ela "constrói" a boneca.

Anda também muita gente indignada com esta situação porque dizem que ela está assim porque fez múltiplas cirurgias plásticas, sendo ridículo querer fazer-se parecer com uma boneca. Ela nega.

Eu acho que ninguém tem nada a ver com isso. Ela é maior de idade se quiser escortanhar-se ela é que sabe e o dinheiro é dela. Mas isso são só cosquices que andam para trás e para a frente.
Acredito que a moça tenha feito pelo menos uma, como é óbvio pela peitaça.

O que me impressionou, dos vários vídeos que vi da moça (de como se maquilha para ter aquele efeito de boneca) foi um dela a receber o titulo de beleza da terriola dela (acho que nessa altura ainda não andava nestas andanças de bonecas humanas): Não se riu uma única vez, não ficou alegre, não expressou qualquer emoção...uma boneca autêntica...por isso, com tamanha vocação natural, acho que a moça escolheu bem a sua "arte".



Liberty never perish

I'll truly hope




SO...Wake up!!!!

Com a crise, este ano...

...suponho que o pai natal venha nu!


Tomates calão em Inglês




...foi assim que vieram aqui parar ao blog...

não tenho nenhum texto com calão inglês que identifique tomates mas posso deixar aqui, agora, aquilo que de repente me vem...à cabeça:

Nuts;
Balls;
Groin.


Só para o caso de ter mais algum pesquisador a visitar-me. Gosto de ajudar.
SE por acaso se lembrarem de mais algum...ponham em comentário.

Não sei de calão para o caso de o objeto de procura ser o fruto per si: tomatoes?
;)

Risota da boa - Apanhados!

Até eu me mirrava toda!!! Não ocorreu a ninguém espantar a coisa com as mãos...tá quieto ó mau!!!!


Cheguei até aqui!!!



Hoje, um dia especial, em que é suposto sorrir e rir de felicidade...por ter conseguido chegado até aqui...


...puseram-me logo a chorar de manhã!


Obrigadinha comadre :P


comentários...




Isto anda uma miséria relativamente aos comentários nos post...

Tudo bem é normalíssimo. A maioria do pessoal que aqui vem...vem pelo sexo...biológico...e o resto vem pelas imagens...quem segue de mais perto...são os amigos e esses, quando o fazem, comentam comigo.

NO entanto, hoje, assim de supetão, estavam dois comentários no meu email.
Vou com a gânfia de os ler e deparo-me com...Spam!


MAS ATENÇÃO!!!!

Que os spamistas REFINARAM-SE!!!!

quando carrego no link que me leva ao post onde supostamente deveria estar o comentário...não está lá nada!

O que eu acho excelente, porque poupo o trabalho de ter que apagar no blog e só apago o do email...depois de os ler, evidentemente...porque os spamistas mesmo com um comentário que tem nada a ver com o post acabam sempre por me elogiar. 
E quem é que não gosta de elogios?

:)

Um filme...bom!

Muito Bom!

Não tenho palavras para a forma como este filme me impressionou. Sem grandes efeitos especiais (uma coisita ou outra ali e acolá, nada de inovador), um pouquito violento e sem uma história muito intensa, no entanto, posso dizer que foi um dos melhores filmes que vi nos últimos tempos!!!!

Chamo a atenção para a magnifica cópia de expressão que o miúdo do "3º calhau a contar do sol", Joseph Gordon Levit, fez do Bruce Wills: no arrastar e pausa da fala, no timbre, na deixa jocosa, no levantamento de um dos cantos dos lábios, no arqueamento de sobrancelhas...magnifico.

Este rapaz com 30 anos vai a caminho de se tornar um dos grandes...

Karaté...again




Ontem, pela primeira vez, consegui "ganhar" aos teenagers. 
Não uma, não duas mas três vezes!

Diverti-me imenso!

Estratégia: Finquei as unhas dos pés no tapete do dojo e joguei com o meu peso (em relação ao dos teens)

Resultado: Não conseguiram tirar-me do perímetro traçado pelos quatro pinos.

Eheheheheeheh

Podem ser mais ágeis mas eu sou mais pesada (e se até agora não abonou muito a meu favor...a partir de agora...upa upa)


Contrapartida, vim cheia de negras para casa...mas valeu a pena...cada uma delas.

Foi à bruta...ou como diz o outro...foi à boss

Hoje resolvi voltar à Wii.

Com mais calma andei a explorar o "sport active 2". Quando o adquiri andava na gânfia de fazer os workouts pré-determinados e quando me enjoei do jogo já nem a musica podia ouvir.

Consegui, hoje, estabelecer o meu próprio workout, ou seja, tanto os exercícios de aquecimento como nos workouts como exercícios de alongamento foram todos escolhidos por mim.
Obviamente escolhi os que mais gostava e programei.
Quando me dei conta tinha um workout de 1 hora para fazer.

Pensei: "tudo bem, na maior. Agora como ando a fazer algum exercício, com o karaté, aguento na boa este de uma hora" .

Escolhi o meu treinador e pus o meu corpinho ao trabalho.

Epá....que bruta!!!!

No final de 15 minutos já estava com os bofes de fora. Toda eu escorria água (eu que nem sou de transpirar muito...ou não era...depois desta já nem sei). No final de meia hora já arfava. Tive que fazer uma paragem forçada e pôr água para dentro.

Quinze minutos mais à frente já eu tinha desacelerado e já andava toda pendurada. Arrastava-me nos movimentos e o treinador sempre a motivar e a congratular-me por eu fazer o exercício bem quando eu sabia que já não estava a dar uma p'ra caixa.

Os meus calções começaram-me a cair cu abaixo, passo a redundância (estavam um pouco relaxados na cintura). 
Para ajudar, o gajix, no alto dos seus seis anos de inteligência, começou a passar-se de trotinete entre a placa e a tv só para facilitar a minha concentração. Começou a falar comigo e até se foi pôr ao meu lado a comer um bolicao enquanto me acompanhava nalguns passos. Isto só para dizer que, às tantas, fiquei com umas das pernas cheias do chocolate do bolicao...

PPPFfffffffff....nunca mais aprendo.

Acabei o exercício sim. Toda derreada, metade do exercício foi a puxar os calções para cima (se calhar foi isso que me derreou...vai na volta...até foi!), com uma perna toda peganhenta de chocolate e o resto do corpo a desfazer em água.

Parecia uma personagem saída de um filme de horror!!!

Foi à boss!!!!

The Big bang theory flash mob

Bazinggggaaa!!!!



Ansiedade


Hoje preciso de qualquer coisa que não consigo identificar.

É uma vontade de dizer sem proferir.
É como uma revolta que não se manifesta.
Sorrir sem solução
sem dois palmos de testa ou razão.

O adormecer na ponta dos dedos.
O despertar do fel.
escrevinhar texto sem nexo
em meia folha de papel.

Apetece-me...não sei o quê!

O tempo passa rápido e nem dou por isso enquanto noutro lugar
um minuto qualquer custa a passar!
Olho para o relógio e não me chega.

Nunca soube como dar o passo em frente sem quebrar.
Quero avançar mas estou presa.

É esta coisa que me agarra no pescoço. A coleira.
Levar as mão à cabeça e sacudir a poeira
não chega...

Haverá alguma forma de me mudar?

Querer ser e reprimir. Poder fazer e decidir que não.

Civismo e educação...porque não? Sempre até partir!


Apeteceu-me...nem sei porquê!

Marketing...ou Chiça, no penico!

Muitas vezes, o marketing de um produto, faz-se pela sua apresentação directa ao consumidor.

Põe-se o produto em exposição, o consumidor pega com a mãos, dá uma volta ao coiso, põe-no de pernas para o ar, abana-o, mira-o de cima, mira-o de baixo, olha para as junções, verifica se tem um bom acabamento e emite: Tem uma cor gira, vamos levar.

À parte: Antes de mais esclareço que isto se passou no verão.

Quando se vai buscar a caixa que contenha produto similar, à prateleira, repara-se que a própria caixa apresenta o produto de pernas para o ar...

Fica-se intrigada. Fiquei...mais ninguém quis saber do assunto.

Dedução: como fica na horizontal, na prateleira, e não na vertical, talvez...coiso...lógica...pouca!

Pondo-se a caixa ao contrário, portanto na posição que devia estar correta para a adequada apresentação fotográfica do produto começa-se a reparar noutro pormenor...conseguem ver?

Aproximem as lunetas e reparem na asa do flamingo.
Óbvio que é na asa cor de rosa...não faria sentido ser na outra...já conseguem ver?



Eu faço zooom para verem melhor!!!!




Já conseguem ver? Ali na asa cor de rosa?

Isto é que é saber vender o produto. O fotógrafo cheio de brio no trabalho. O editor arre arre!


São pessoas que não gostam de vender gato por lebre.
A coisa é frágil...vai com toda a certeza partir-se...e aí está!
Não há cá intrujices!

Ó lecas...ou como dizia o Sr. Marco no blog do bitaites, mesmo ali ao lado direito (expressão que vi hoje pela primeira vez e adorei!)...CHIÇA, no penico!





Just saying





Até compreendo porque é que os japoneses e restos orientais tiveram que criar, o karaté, como estratégia de defesa e combate.

Estes homens/mulheres são, normalmente, de estatura petit...é normal que eles à partida tivessem que se preparar espiritualmente e fisicamente para malhar/levar nos/dos outros...e não há duvida que a sua petitesse  lhes dá a vantagem de serem mais ágeis que todos os outros.

Eu, por exemplo, devo ter a mesma altura que um homem japonês...mas a agilidade...upa upa...népia, zero!


O que não percebo é porque é que calmeirões querem saber "jogar" karaté...


Se eu visse um viking a correr em direção a mim, só pernas, corpanzil e trança, e se a isto se juntasse um grito visceral (nada de karatés)...eu fazia como o ouriço...enrolava-me toda e rebolava dali para fora, não haveria karaté que me valesse, mesmo que o soubesse de trás p'ra frente ou de pés p'ro ar!!!!


Ou talvez não...just saying!!!!


Eu e os ratos...



Numa perspetiva limitada, a minha, conheço...ora vejamos...3...3 tipos de ratos!!!!!

Rato com rabo, rato com fio e ratos sem fio.

and...there I go...


Rato com rabo, estou na maior. É um cá tu lá desde que não me aparecem à frente sem avisar... e numa correria desenfreada em relação à minha pessoa.
Criaturas vivas, pequeninas de olhos redondinhos, fofos sempre que estejam à distância de 5m ou...vá...em fotos.
Também não acho piada se vierem a correr em direção à minha pessoa com avisos sonoros...a guinchar...portanto...porque isso seria o prenúncio de um filme de terror.

Adiante! Por agora o filme em que me encontro é de suspense...

São os outros ratos que me fazem a cabeça em água e que confesso...espantalhados no chão, por vezes era pouco.

Tenho dois tipo de rato: em casa tenho sem fios no trabalho com fios...e qualquer um dos dois...ai caramba!

O de casa, é um dissimulado, quando clico uma vez repete-me, per si, o clique. Por isso, quando quero mudar o nome de um ficheiro ele abre em vez de se pôr a jeito para que eu possa teclar, se eu volto uma página de internet atrás ou para a frente ele anda duas e o pior é que tanto eu como ele por vezes fazermos braço de ferro:

Eu clico para escrever ele abre, eu fecho e clico para escrever...ele abre, eu fecho e clico para escrever...e só "paramos" quando eu consigo fazer aquilo que quero!!! 

Como esse é o resultado final, sempre, não sei porque carga de água o rato não me obedece logo à primeira!

Fazem ideia do que é fazer um post, no blog em casa? Não. Pois claro.
Não consigo selecionar o texto inteiro para o "justificar", quando penso que estou a começar a conseguir ele muda-me as frases de sitio...arrasta-as para outro lado, sem sentido nem configuração em português...
Quero fazer itálico o desgraçado muda-me a cor (esta foi só para dramatizar, mas é um castigo selecionar uma quantidade de texto para "colorir").


O rato do trabalho, é um fugitivo, basta eu deslizar a minha mão por ele começa logo a ir no sentido contrário. Eu a querer ir para a direita ele a chegar-se para o canto da esquerda! Por vezes nem sequer lhe estou a mexer está ele no ecrã a andar sozinho...a fugir...só que não tem sorte...porque quando chega ao canto do ecrã...não tem mais por onde ir...

Bom. Sei que um de vós estará a pensar se não sou eu que sou destrambelhada com as mãos? Não. Não sou (aqui já te vos estou a poupar um comentário).
Porque senão vejamos:
Em casa tenho muita força no dedo? Ele tornou-se mais rápido que o pensamento? Tenho espasmos não detetados a olho nu? Só neste dedo? Não.

Decididamente os ratos estão em complot e estão a "cuspir" na mão...que lhes mexe!

Cuspo enraivecido fora de prazo



Que impressão que me mete ver uma pessoa a falar com uma baba branca agarrada à boca.

Compreendo que existam pessoas que não dêem por isso quando, essa dita baba, se concentra aos cantos da boca...

...mas...

....aquelas pessoas que falam, falam e aquela baba anda para cima e para baixo de um lábio para o outro e elas não dão por isso...mesmo quando fica um fio a ligar os dois lábios...é...uma coisa completamente diferente...grosseira, diria.

...é como se tivessem com raiva...espumam momentaneamente, pela boca, num momento de excitação intelectual...não fazem caso...deixam aquilo ficar ali...a estragar-se......nem reparam que os lábios precisam de uma lavagem rápida (com a língua) para tirarem aquela goma nojenta que os "colam"...



SE por acaso é um caso desses...note que quando os seus lábios começarem a colarem não é porque se tornou eloquente (o discurso não melhorou) mas sim porque o seu corpo está a reagir fisicamente (à sua, pensa você, estimulação  intelectual) por forma a avisá-lo(a) para...se calar!!!

E já agora...beba um copinho de água (assim não corremos o risco de dar um passou-bem a uma mão cheia de cuspo enraivecido fora de prazo) porque assim vai tudo goela abaixo (a sua, a não ser que limpe com os punhos da camisa) 
;)

Novo estilo...

Não, não é a música é a dança...é hit!!!!


Perdi

 
 
E agora? O que eu sentia? 
Já está feito. Ontem? Hoje? Há pouco? O que eu sabia?
Quando foi? Perdi o tempo. Perdi no braço.
Os teu lábios calavam. Eu falava. Eu dizia.
Eu concordei, acenei com o cansaço.
Tu ouvias?
Permaneci sozinha. Falava e dizia.
Não me consegues entender?

E agora? Apanhas a pedra?
É o nada. Não sinto. Preciso de saber.

Não há comunhão. A tua boca encerra torta
Apenas acenaste de exaustão.
Muda a página ou não abrirei a porta.
Precisas da chave também ou não tens noção?

O que eu sentia?
O que eu sabia? 
Perdi o tempo. Perdi no braço.


 

Murro, pontapé, grito




Estou a adorar o karaté!!!!

Quem diria? Fui naquela mas venho sempre na maior ;)

Desvantagem: sou o único cinto branco por isso tenho que me adaptar à pedalada que os putos já têm embora a sensei explique a parte teórica para eu perceber a quantos ando.

Vantagem: no "treino" sou posta quase sempre com os cinturões castanhos que apesar de exigirem mais velocidade de mim corrigem-me sempre todas as posições erradas!

Dores nos músculos: zero

Dores nos ossos das pernas (do joelho para baixo): multiplicaram, mas valem a pena.

Dores na alma: negativo...ando muito mais bem disposta!!!


Sacagar...Macagar




Sou uma pessoa que visualiza tudo...o que seja palavra ou número.

Todas as palavras ditas oralmente são vizualizadas mentalmente como se impressas. Quando falam comigo num grande dircurso é como se...estivesse a ler um livro como tudo o que isso implica: virgulas, pontos finais, exclamações e parágrafes.



Ontem, enquanto ia para o comboio, ouvia um casal a discutir muito acirrado uma questão qualquer. O rapaz ia enervadissimo e vociferava palavras que consequentemente me obrigou a visualizar!

Duas delas não existiam no meu dicionário interno...

"-Aqueles gajos tão sacagar pa isto. Eles tão sacagar, percebes?"
"-renhonhonho (não percebi o que ela disse)"
"- Eu também não vou de modos...tou macagar pa eles todos!"


Peço desculpa a quem sabe como se escreve...mas da maneira como eles as disse...foi exatamente assim que as visualizei!!!


Isto vindo de alguém (eu) que, ainda na outra semana estava no WC, do emprego, a consultar a literatura que lá existia e que, descobriu pela primeira vez (passo a redondância) como se escrevia a palavra feaces (pois nunca a visualizei assim).


Apropriado não?



E os portuguese???

 Italianos versus restantes Europeus!

Façam "sikp" à publicidade...que começa automaticamente...


Há coisas que me dão asco...

Pelo que percebi no orçamento de estado para 2013 os partidos políticos vão ter um aumento no orçamento por causa das eleições?

então a austeridade é só para o cidadão comum?

Eu vejo o meu orçamento familiar reduzido, com um de nós desempregado, um filho a crescer...vou ter que lhe dar menos comer e menos roupas e os partidos não podem governar-se com o que têm? Vão ser aumentados só por causa da eleições? e o meu filho? A comer naturalmente cada vez mais, a precisar constantemente de roupa cada vez maior e sapatos...é a esse que tenho que cortar?

Não pode ser!!!!


Eles que comam sandes e bebam água da torneira nas campanhas eleitorais...gastem menos combustível, andem de bicicleta ou de patins, mas comprados pelos próprios...que cheguem às pessoas de outra maneira...mais económica...

ENTÃO O SR. COELHO (que ao que parece sempre teve a coluna vertebral de um caracol) NÃO LHES ILUMINOU, (COMO FEZ À POPULAÇÃO EM GERAL NO QUE DIZ RESPEITO AO DESEMPREGO) TAMBÉM QUE ESTE É UM MOMENTO DELES DESENVOLVEREM... uma oportunidade para serem criativos?

Não somos só nós que temos que levar cortes!!!


ENQUANTO JÁ ALGUNS DOS NOSSOS FILHOS ALMOÇAM SANDES DE MANTEIGA O QUE É QUE DEPUTADOS E FUNCIONÁRIOS COMEM NO REFEITÓRIO DO PARLAMENTO? A SÉRIO?

UM deputado TEM QUE TER UM CARRO DE ALTA CILINDRADA E NÃO UM CLIO PORQUE PARECE MAL? Eu nem um clio lho punha nas mãos!!!!
Se quer um carro que o compre, que pague do seu bolso ao motorista e que meta do seu bolso o combustível...eu ando de transportes públicos!!!
DO PS? A oposição que anda agora a dizer Não aos cortes dos rendimentos sobre as famílias. MENTIROSOS!



Por isso é que isto não melhora...se este orçamento passa da maneira como está (66,67 de receitas)...

...para mim...não era só o governo que devia ser "limpo"...são todos os que se sentam nas cadeiras daquele parlamento...NINGUÉM mas NINGUÉM está a fazer nada por nós.
...está tudo a encher o cu.

 
Deixámos de ter representantes. OU ESTAMOS UNIDOS OU ESTAMOS CADA UM POR SI!

Há dias assim




Isto de fato há colegas...

...que me deixam sem palavras!

Oferecem-se mesmo sem eu solicitar e sem estar à espera, isto sim, é generosidade.
Se tivesse esse tipo de intimidade até lhe espetava dois beijos...nas bochechas... assim fiquei-me pelo sorriso e pelo obrigada (e bati palmas e saltei- no fundo fiz uma figura mais ridicula do que se lhe tivesse arroxado dois beijos).



Acho que ele simpatizou comigo e...é reciproco!

Vai emprestar-me os livros que me faltam ler do George RR Martin...portanto, amanhã começarei a ler o 7 do "game of thrones"...
...felicidade...
...estampada no meu rosto.

:)))))

Momentos





Ele, com o carro dos "Scan 2 go" na mão - Mãe? Agora tens que me comprar a pista...


Eu - Achas que mereces?

Ele fica sério a olhar para mim.

Eu - Achas que depois da cena de birra que fizeste há duas horas atrás...mereces?

Ele baixa a cabeça e fica muito triste (parte-me o coração).

Eu- Agora só para o Natal e só se te portares muito bem...mas...só se te portares MUITO BEM (repeti para dar ênfase)

Ele - ó mãe, como é que eu faço isso? (respondeu com os braços esticados e ombros encolhidos)

Eu - Isso é contigo. Se não te portares bem não tens pista.

Ele (quase entre dentes e desanimado) - acho quase impossível!!!

:))))))

Futebol...em espanhol

Mira esto...





Una semana más tarde...


Psicologia invertida?



Ontem no canal E vi um pedaço do reality show que acompanha a família do Eastwood. Nem costumo ver (já cheguei a ver as kardashianas mas acho que aquilo é tudo tão "programado"...que deixei-me disso).
Apanhei aquilo num zapping.

Mas o que vi deixou-me completamente de boca aberta e desta vez devo dizer pela negativa, mesmo.

A Mãe (que não sei o nome) não queria que uma das filhas fizesse um piercing no umbigo. E a solução que arranjou para que a filha não o fizesse foi...fazer ela. 

Justificação: se a filha visse que ela, a mãe, tinha um piercing no umbigo desistia de fazê-lo por achar "not cool" tudo o que a mãe fazia.

Isto é psicologia invertida? De facto pareceu dar resultado...a filha pareceu ficar enojada (eu já não vi o resto).

Suponhamos que a fase seguinte da filha vai ser por uns implantes na testa a fingir que lhe estão a nascer uns cornos...depois sempre quer ver que tipo de psicologia invertida vai a mãe usar...

Missing in action


Gostava de conseguir incutir alguns valores ao meu filhote...pelo menos no que diz respeito à sua propriedade...mas não estou a ser bem sucedida.

Quando entrou para a escola comprei-lhe todo o material solicitado. Entre a lista estava uma borracha, um lápis nº2, lápis de cores, lápis de cera e um afia com caixa.

Comprei-lhe 12 lápis de cores, 12 de cera e um afia com caixa que se despoletava um botão quando o bico do lápis estivesse perfeito.

No primeiro dia de aula fui à mala dele e vi que andava com os itens acima mencionados a rebolar pela mala.

NO segundo dia todos os lápis, quer os cera quer os de cor, andava a rebolar à solta (fora das respetivas caixas de papel) pela mala. A borracha, essa pobre desgraçada, tinha perdido a protecção de papel e aquilo já nem era uma borracha era uma coisa toda suja...bulhec...da cor....marron (if you know what I mean?)

No terceiro dia achei aquilo demais...e agarrei num molhe para enfiá-los dentro das caixas...e qual não é o meu espanto que metade dos lápis de cores estavam reduzidos a metade do tamanho...tinha sido afiados e afiados e...pasmem-se...alguns tinham um bico a cada extremidade (portando dois bicos).

Resmunguei, resmunguei mas pronto...achei que era normal...crianças, lápis e um afia...é um mundo novo...

No quarto dia resolvi comprar uma bolsinha pequenina para enfiar lá a borracha, o afia e o lápis nº2 e pôr na grande todos os lápis (cera e cor).


No quinto dia ambas as bolsas estavam vazias. Os lápis todos espalhado no fundo da mala, o lápis nº2 estava reduzido a menos de metade do tamanho e com dois bicos, a borracha não foi achada em parte alguma. Os lápis de cera estavam todos partidos. O afia...missing in action...

Pedi explicações ao manfias. A borracha tinha sido posta no lixo (provavelmente não apagava nada...pelo contrário devia ser uma das únicas borrachas que en vez de apagar...pintava....marron (if you know what i mean?)
O afia...tinha-se partido (provavelmente devido ao excesso de uso e suponho que também devido às voltas do "Dá cá isso...agora sou eu...também quero afiar os meus lápis"..."e depois sou eu"..."Não. Eu, eu".) e não sei se sofreu o mesmo destino da borracha porque o mafioso não conseguiu explicar muito bem.

Disse-lhe que não lhe comprava mais nenhum. Nem lápis, nem borracha, nem afia. Que se desenrascasse.

(espero que ele passe pela humilhação de pedir emprestado aos colegas para que possa dar algum valor às coisas e estimá-las)

Ps: no outro dia fui dar mais uma espreitadela aos sobreviventes dos lápis de cor...tive que pôr os nozes dos dedos na minha boca...para não gritar de dor...é que tudo o que vi...foram lascas de madeira espalhadas misturadas com as minas de grafite coloridas...em pó!


Fui adotada...

...por um miúdo, com sensivelmente 15 anos.


A sensei disse-me para eu fazer as coisas ao meu ritmo e o miúdo chegou-se a mim, num dos exercicios que fizemos juntos, e disse-me "à minha contagem...boa!!!"(Hi5)

...e nunca mais me largou.

Ontem, na segunda aula, lá se ia ele meter atrás de mim a sussurrar-me: "vai, vai, vai...boa!"(hi5)

Na medida em que me incute "andamento" parece, também, proteger-me por ser "nova" na aula (apesar de ser  uma dos dois únicos adultos).

"Agora, respira bem" diz ele sorridente num intervalo para beber água. 

De mim só leva sorrisos, porque para dizer a verdade, não tenho fôlego para falar uma única silaba...nem um obrigada lhe consigo dizer...tal é o estado de necessidade de aspiração de ar com que fico depois de qualquer dos exercícios.

Acho-lhe piada!

O Improviso em palco

Ando perdida nisto...tendo já visto todas as seasons do "Whose line is anyway"...agora vê-lo a todos mais velhos (exceptp o Drew Carey que era feiote e agora está mais...qualquer coisa...até tem mais cabelo...sei lá) é "engraçado".


21 minutos de risota para quem gosta do estilo



À descoberta...

Hoje deparei-me, duas vezes, com a expressão "kindred spirit"

Não sei o que é e preocupa-me...


Quero dizer, sei o que define....

" A kindred spirit is someone who feel and thinks the way you do"


....mas não sei o que é?







Acho-a maravilhosa


O meu filhotinho tem um problema na pele (que depois de vários especialistas o analisarem disseram que será para toda a vida), que não sendo demasiado grave pode ficar se não for tratado a tempo quando aparecem os primeiros sintomas: comichão.

Posto isto, sempre que o vejo a esfregar-se pergunto-lhe logo o que se passa.

Uma das zonas em que ele costuma puxar e repuxar é a piloquinha...embora esta, até à data, nunca ter sido "afectada".

Eu sempre que o vejo a passar muito tempo com a mão pergunto-lhe o que é que ele está a fazer à pilinha...ele muito envergonhado deixava logo de lhe mexer e dizia indignado..."ó mãe?!?!"

...até hoje.

Hoje, depois de o ver entretido a olhar para a TV e a puxar e repuxar, faço-lhe a pergunta e ele responde-me nos seguintes termos:
- O que tem? Eu gosto da minha pilinha e acho-a maravilhosa!

Eu ri-me e ri-me.

"Maravilhosa", percebem? Ele nunca usou essa palavra aqui em casa. E toda a frase feita sem problemas...ele que é tão disléxico quando tenta dizer qualquer coisa com pés e cabeça...




Ps: E é uma delicia a inocência das crianças, não é? Qualquer dia quando o apanhar a puxar e a repuxar vou ser eu a ficar envergonhada :S (mas esses tempos ainda virão longe...espero)

Iniciando-me na arte

Sou assim...dá-me vipes...e mesmo depois de os macerar na cabeça, para trás e para a frente, prós e contras, devo não devo...não consigo desistir da ideia...fica fixa...deixa de ser vipe e enraíza-se profundamente!


Para pôr uma ideia fixa em prática é que o caldo, por vezes, entorna. Há que estruturar. Criar pontos e segui-los.


Ponto um - falar com o médico! "Ok, e que só la fosse ter com ele, outra vez, quando fosse cinturão negro (yeah right! As if...);

Ponto dois - Falar com a Sensei. "Ok, e se quisesse fazer kickboxing, ela este ano estava a recrutar"; respondi-lhe que "Não obrigada já tenho dores qb, nos ossos!"

Ponto três- começar na segunda feira.

Objectivo: Dezembro ter cinto amarelo, fazer competição directa com o filho que já lá anda há um ano e não passa de cinturão...há que puxar por ele e não há melhor forma do que aprender para lhe ensinar com mais afinco ;)

e Assim vou tentar aprender Karaté



6 at last

No ano passado, uma semana depois de fazer cinco anos, o meu filhote perguntou-me quando é que fazia os seis.

Durante todo o ano ele não via a hora de fazer os 6 anos e lançava-se" quando mãe, quando?"

Fê-los na semana passada...finalmente!!!

Ps: o bolo foi uma oferta muito bem vinda ;)


Sensação de perda

Não tenho grande jeito para falar de tristeza.
Na verdade, ultimamente não tenho grande jeito para falar sobre seja do que for.

Tive, por forças da circunstâncias, que dar o aval para anular uma vida, desta feita de uma palmeira.

Foi a minha primeira árvore desde que me mudei para o meu lar. A única, das primeiras que plantei, que sobreviveu.

Quando a plantei era uma árvore pequena para enfeitar um futuro jardim que projectei na minha cabeça. Olhei para o chão e idealizei o que é que ia ficar ali e acolá e a árvore foi posta...com os olhos no chão. Devia ter olhado para cima, afinal as árvores crescem e as palmeiras mais ainda.

Nos últimos dois anos a palmeira cresceu imenso e começou a interferir com os fios que andam por ali e já desde o inverno que a sentença estava ditada mas andei a protelar.

Ainda tentei que um jardineiro a levasse mas, nesta altura de crise, nem dada as querem. Por isso, foi abaixo para minha desolação. Quando a vi no chão fiquei deprimida e só não chorei descontroladamente para não passar vergonha.

Este fim de semana senti a falta dela.

Planeio fazer do que restou um "vaso" gigante para pôr flores....assim espero colmatar um pouco essa sensação de perda.



Leituras

Só porque não tenho mais nada para falar e apetece-me "falar"...


A semana passada li um livro designado como best-seller do NY times (é o que está escrito na capa, francamente pouca importância dou a estas designações mas tinha que referir isto aqui e já vão perceber porquê) da autora: Lisa Gardner (não conheço) intitulado A Filha Secreta (The Other Daughter).

Detesto ler uma história em que há algum suspense sobre um assunto e fica tudo muito mal arrematado. 

Spoiler: O livro gira todo à volta do assunto da falta de memória de uma menina de nove anos que é adoptada por uma família que perdeu uma filha num rapto/homicídio. Até é interessante ir seguindo a história se bem que é muito repetitiva no amor da filha para os pais e dos pais para a filha e repete repete. Acho que jamais em tempo algum uma mãe deixava de reconhecer uma filha, ainda por cima só tendo passado 5 anos e "obrigando-a" a vestir e pentear-se como a filha (que pensava) falecida. 

Aqui eu tenho uma teoria muito acirrada que é uma criança, principalmente do género feminino, não muda muito de feições (a não ser em caso de um acidente que a desfigure, o que não foi o caso). Acho até que as feições de criança são bem visíveis no rosto de mulheres já feitas, na maioria dos casos.
Já os homens a conversa é outra...passam pela fase de frango depenado, ficam parecidos com perus quando a maçã de adão espeta, têm aquela voz de cana rachada e ficam cheios de borbulhas e depois mudam os maxilares inferiores e a criança que eram...ficou apenas pelos olhos, que inevitavelmente ficam semelhantes. É uma teoria minha.

O irmão é ao que parece um caso perdido de não sei o quê não ficou claro o comportamento dele, fiquei sem saber se ele tinha traumas por ser mimado, por ter falta de mimo maternal e/ou paternal ou se lhe foi diagnosticado bipolaridade. E a perda de memória (mesmo passados vinte anos) que devia ter sido originada por um trauma nunca foi explicada porque ao que parece esse trauma não existiu...

Uma desilusão completa que nem sei como é que este livro alguma vez pode ter sido best-seller em algum lugar.

Não sei...pode ser mau feitio meu!!!!

Video killed the radio star

Já há bastante tempo que não ouvia isto...de maneiras que me apeteceu...
Não me lembro, de todo, do vídeo mas sei que algures na minha vida já ouvi isto...oha oha 
   
In my mind and in my car, we can't rewind we've gone to far. 
came and broke your heart, put the blame on VCR.

Nuncas digas nunca



Sempre disse que:

1- Jamais teria uma piscina! Para quê? para gastar dinheiro em manutenções? Nahhhhh
Quando vi o meu menino com dois anos a divertir-se imenso numa piscina nas férias, cheguei a casa e fui comprar uma pisicna de lona...que furou...e no ano seguinte quando, mais uma vez nas férias, vi que ele já puxava para nadar..."fiz" uma, das mais baratas (de liner)...agora faço férias em casa!

2 - Jamais teria um lago! Para quê? Atrair insectos indesejáveis, principalmente melgas?? Nahhhh
Este ano achei que gostava de voltar um pouco ao tempo em que por aqui se ouvia o coaxar das rãs...já sabem o que aconteceu né?

3 - No outro dia fiz um discurso enorme à minha comadre sobre a playstation portátil, a idade do puto e o tipo de jogos...que não comprava e a violência e mais o comandro...devo ter feito um paleio de 10 minutos (o que é muito para mim) e guess what?


Pois é, meus caros, consistência...é preciso é consistência e não ceder perante o choro sentido do filhote que nos faz recordar a nossa infância sem brinquedos ao nosso gosto...

...ficou como prenda de aniversário dele (que está próximo).

É a vida!  Sempre em mutação :))

Viciada em George RR Martin

Quem me conhece sabe que em termos de leituras sou muito sôfrega...tenho que ter sempre algo para ler.

felizmente ao longo dos anos perdi um pouco a necessidade de "ter" mas ficou a de ler, portanto, e com a crise a ajudar, um livro emprestado é tão bom como te-lo porque afinal é raro o livro que eu possuo que tenha lido 2 vezes.

Todos os anos o meu procedimento habitual é ler todos os dias expecto no fim de semana e férias (é a minha forma de "descansar a vista")...mas como ando viciada no Georginho...para além de fazer um esforço tremendo para  ler os livros dele num ritmo razoável (vou intercalando com outros autores) este ano a coisa não foi fácil no que diz respeito às férias...

Acabei o livro 6 (antes das férias) e como tenho o livro 8 e não o 7 (ainda) foi uma cowboiada de volta da estante.


 
Não imaginam as voltas que dei ao 8,  tirava-o da estante e pesava-o nas mãos, metia-o na estante. Tiirava-o da estante e folheava-o rapidamente a fazer vento nas minhas trombas, metia-o na estante.
Tiirava-o da estante, lia-lhe o titulo virava-o e lia o resumo da capa, metia-o na estante.
Tiirava-o da estante, abria-o numa página ao calhas e lia um parágrafo, metia-o na estante.

Um dia folhei-o com o intuito claro de ver se havia personagens que faltavam, só naquela de saber quais  as que sobreviveram ao livro 7 (uma vez que no 6 o autor matou várias personagens principais) e descobri (SPOILER ALERT) que há novas personagens...ai ai aia ai ai a minha vida!!!!

e o livro 8 é tão fininho :( o que quer dizer que o vou despachar num instantinho...já ando a pensar no 9 e 10...ai jasus!!!!


de Regresso...

...ao trabalho...muito trabalho...tudo empilhado...

...com a perspetiva de cada vez receber menos!!!


Assim até dá gosto de trabalhar...mais...devaaaagaaaaaaaar!

O lago

Lembram-se deste post?

Ainda faltam os peixes (mas já se vê alguma fauna a chegar-se ao fresco, principalmente, libelinhas, das mais variadas cores...agora só espero que cheire às rãs e elas apareçam), umas plantas aquáticas, um nenúfar, umas flores para dar cor...mas vejam só como ficou depois da equipa da "Raiz do Campo" terminar a sua parte...


2





A evolução deste trabalho será posta no facebook.

1º ano


O meu filhotinho vai para a escola este ano. O 1º ano.

Eu ando bastante entusiasmada ele entusiasmou-se muito com a escolha da mala.

Quando lhe estava a adquirir os livros virei um para ele e disse-lhe:

- Olha só...é o teu livrinho para a escola!!!!!

Ele deitou-lhe um olhar de relance, esticou os lábios e respondeu-me:
-Não gosto desse.

Ai a minha vida! :((((


Ps: quando a escola afixou o nome dos livros pôs o preço à frente. Eram três os livros afixados e ao todo o preço era sensivelmente 22€, eu pensei, bom, vá não tá mau. Quando os fui buscar cada livro trazia, em anexo, manuais de exercícios e dvd...sairam-me do bolso 57€. Não acho correto afixarem apenas o preço do manual quando não vendem aquilo sem os anexos...Todo o conjunto que está na foto custou-me à volta de 90€ e ainda falta comprar os cadernos, canetas, lápis e outros que o professor irá pedir.
Se isto é assim no 1º ano...

Limpezas...só com um dedo!

Desde ontem que tenho uma dor de costas (tinha que ser, né? Até parecia mal se eu tivesse de férias e não fosse obrigada a ficar pelo menos dois dias imóvel...o costume).

Quase só consigo mexer os olhinhos e as pontas do dedos e digo-vos...só com isso consegue-se maravilhas.

Andei, de manhã, a dar uma volta pelos meus marcadores e a fazer uma razia só com um clic do rato...

Houve pastas inteiras a irem para o lixo e outras que ficaram bem reduzidas.
Uma dessas pastas intitulada "bolgers" (onde eu depositava blogs a que ia parar acidentalmente e que depois pensava "Ui, este tem pinta, vou guardá-lo para vir cá depois"), tinha uma carradona de blogs inactivos :(. Esses, obviamente, foram ao ar mas a maioria dos que ainda "mexem"...veio aqui para o lado direito!


De tarde, achei que devia ir dar uma volta de carro...a pendura, claro...fui à procura de uma cegonha mas não encontrei...

...encontrei duas garças, um sapo amarelado e uma tartaruga azul!


Séries


A série "The closer" transformou-se, com a saída da actriz principal, em "major Crimes". Pretendo continuar a acompanhar a série, até porque os escritores são os mesmos e um dos meus actores preferidos continua nesta série! (não sei se se lembram dele no filme...Academia de policia?)


Os homens e os buracos!!!



O que se passa com os homens e o berbequim?

Homem que é homem tem um berbequim em casa. É quase um ponto de honra, um estatuto dentro de qualquer casa. Isso e um martelo de orelhas.

É o sacar do berbequim com uma mão em forma de arma (só falta soprar depois de o usar e...a ver bem, há mesmo quem sopre...só que no buraco) enquanto com a outra dá uma volta no seus meninos.

Mas quando uma pobre mulher, dotada de optismo e bom gosto quer mudar completamente a disposição de um dos seus quartos...e pede para mudar um quadro ou uma prateleira de lugar...há sempre resistência a fazer novos buracos.


Mas porquê? 

Ah e tal não há sentido estético de haver tal mudança...

Sentido estético?... vindo de uma pessoa que deixa todas as camisolas que despe penduradas nas cadeiras da sala de jantar? A tulha...a tulha da roupa suja é que seria, neste caso, o sentido estético...

É só pegar no instrumento, virá-lo para a parede e empurrá-lo...tcharan...buraco feito...qual a dificuldade?

Que a parede fica cheia de buracos...e que parece que foi alvejada...

ALLLOOO?

e os pozinhos, silicones, massas e argamassas que existem para os tapar?
Serei eu mais dotada de inteligência? Não me parece que seja esse o caso!!!! 
Preguiça? Hummm...só se for dele...porque eu tento que as tarefas cá em casa sejam todas partilhadas, do género: eu tenho a visão e dou as instruções ele só tem que executar e toda a gente fica feliz.

Portanto...se eu desejo um quadro afastado um centimetro do sitio original, o homem só teria que envergar o berbequim e avançar para o buraco. Certo?





Um lago artificial

Hoje acordei com a vontade de ter um lago.

Eu que sempre disse que jamais havia de ter um lago porque atrairia mosquitos e afins...

Agora quero um lago porque gostava de ter os tais afins (nada como ser consistente)...que se perderam ao longo do tempo...como o coaxar de rãs...

Não quero uma coisa grande. Quero apenas uma coisinha que dê um ar fresco a este bocado de terreno:



O vizinho tem um paraíso de árvores...e eu tenho esta coisa seca que apenas serve para os cães fazerem buracos e defecarem.

O pior da coisa é que queria ter uma coisa paradisíaca mas sem gastar muito...que as finanças cá em casa estão curtas.

Mas ter ideias nunca fez mal a ninguém, não é?

Por isso teoricamente o que é que é preciso fazer?

- Fazer uma puxada de corrente ali para o cantinho onde supostamente o lago irá assentar base;
- Fazer um buraco no chão em forma de lago;
- proteger com um pano, ou coisa parecida, a terra e pôr uma lona por cima;
- Pôr pedras lá para dentro;
- despejar água, umas plantas aquáticas e um peixinho ou dois;
- e esperar que as rãs se sintam atraídas e apareçam.
 

Se alguém tiver um lago poderá dar-me algumas indicações de como fazer manutenção sem ter muito trabalho? Ou seja, quando o lago ganhar lismos ou sujidade haverá plantas ou peixes que limpem ou comam o verdume?

Claro que falta todo o resto desse pedaço de terreno...mas ta tudo na cabeça. Um pouco de seixos em forma de L, uns bambus, umas plantas em leque, outras redondas, uns tufos e voilá...na minha cabeça ficará magnifico.