Fragmentos


É tão bom ve-lo a correr feliz para os braços do avô...ir com ele na maior tranquilidade com um sorriso estampado no rosto...e é tão bem melhor...senti-lo a correr para mim, quando regressa, e dar-me um abraço tão apertado...que me fez sentir bem querida.
.

Gases


Numa primeira análise e ao que parece o meu lindo carro azul sofre de gases!



É um mal geral!


De cavalo para burro


Ontem o meu lindo carro azul engasgou-se e encostou à Box.
Carros sofisticados com turbos e cheio de botões é o que dá...mesmo que uma pessoa vá espreitar o motor só vê fios e vá-se lá saber onde fica o filtro do óleo, ou até mesmo a bateria.

Hoje tive que usar o meu carro azul, de dois lugares, muito mais antigo. Xiiiiiii....Que diferença!

Quando liguei o carro algo me pareceu estranho, faltava qualquer coisa, até que reparei que estava tudo muito escuro na garagem...as luzes não tinham acendido...automaticamente...tive que procurar o botão e...pasmem-se...rodá-lo...para as acender!

As mudanças que, no lindo carro azul, parece um Joystick neste são afundadas e duras de enfiar como tudo.

Os pedais de embraiagem, travão e acelerador são muito mais duros...no outro até tenho botões perto do volante para acelerar o carro com os dedos...neste tive que estar às pesadas...

O travão que no outro é uma pecinha pequenina, perto do Joystick, em que basta fazer um movimento com os dedos... neste é uma alavanca que fica no fundo do carro e tem que se dar um puxão para cima.

Enquanto no outro, muito mais alto, parece que vou num Hummer neste vou tão em baixo, tão funda no banco, tão perto da estrada que não fosse ele ter outra linha diria que estava num Porche.

É certo que quando lhe abri o capô identifiquei o motor, a bateria, o depósito de óleo dos travões, o depósito de água...mas tive que chamar um mecânico para me ligar os bornes da bateria porque senão podia ter feito mer*...cócó.

Bom, por uns dias lá terá que ser...vou voltar a fazer sair a street racer que há em mim e puxar pelo carrito, que está notavelmente perro!

Quem ia divertido era o gajix, que pela primeira vez ia à frente (na sua cadeirinha) em primeira linha, e gritava em plenos pulmões a quem quisesse ouvir...CARRO NOVO DA MÃE!
!

Justiça seja feita!


Quando se chega tarde ao trabalho nada é mais justo, para compensar, que sair mais cedo!

Espelhados


Nós, mulheres, não podemos ver uma superficie que reflita a nossa imagem porque inevitalmente pregamos com os olhos, mesmo que seja de soslaio, nela.

Eu faço o mesmo mas tenho uma regra. Nunca olhar para uma superficie dessas se for num carro.

Hoje acidentalmente, por ser mais forte que eu, os olhos cairam lá...e fiquei cabisbaixa!

Snifffff

A minha alma não só está parva como está gordaaaa!!!!!

Psico...



Ando a pagar a uma mulher para me ouvir...devo andar louca!

Idiotas


Há pessoas mesmo idiotas!

Mas são tão idiotas...tão idotas...que acabam por ficar a perder...mesmo quando não se dão conta a curto prazo!

Depois nem sabem como afinal perdem as coisas/pessoas...por serem idiotas.
Depois vêm para cá e dizem: "ah e tal, não sabia!"
Que hão-de levar a resposta: "ah e tal o camandro...fartei-me de te avisar!"

E isto à segunda feira tomam proporções gigantescas! A mim já me perderam...já não faço parte da equipa...se quiserem jogar...joguem sozinhos!

Tenho dito!!!

Direitos de autor


Aqui há tempo foi informada que havia um blog tão parecido com o meu mas tão parecido com o meu que até podia ser eu a escrevê-lo...não fiz muito caso porque depois não me disseram que blog era...e ainda pensei quem raio é que pode andar a plagiar textos que não passam de tonterias e demasiado pessoais.

Tenho visto em alguns blogs referência de plagio...o que quer dizer que há pessoas capazes de fazer passar por outras (só pode)!

Por essa razão e como vou trabalhar em alguns dos meus textos de forma diferente venho deixar aqui bem claro que os direitos das autoras (durante um determinado periodo a sandrine e a Precious colaboraram com textos para este blog) estão protegidos pelas leis do copyright.

NÃO me importo que usem textos meus desde que os "acompanhem" com links para este blog.

Para aqueles cujo português é dificil de assimilar deixo um bonequinho ali ao lado...
.

I had a dream...


...em tons de vermelho e com...tcharannnn...Michael, o filho de Jack.
Porque carga de água? Não sei.

No sonho eu conheci-o, disse-lhe que ele tinha umas mãos demasiado grandes e para me as mostrar...quando as mostrou, de palmas para cima, eu tentei lê-las mas a linha da cabeça apareceu, de repente (à sonho), na testa com vários furinhos do tamanho de um prego de sapateiro. Fiquei muito intrigada com os buracos mas pensei que fosse alguma das plásticas que ainda estivesse a ser sarada.

Enfim o mais importante do sonho foi que fiz um dueto com e para orgulho dele e enquanto cantava para os fãs dele saltava de monumento em monumento histórico, em Santarém, como uma rã poderá saltar de nenufar em nenufar....levezinha e em pontas como uma bailarina...

Quando acabou ouviu-se uma ovação triunfal, ao nosso dueto, por toda a cidade depois dei-lhe a mão, beijei-a, vi-lhe o sorriso de tenager e ele foi levar-me ao autocarro e lá fui eu para casa.

Tudo isto em tons do blusão dele em thriller.

No programa do Jo soares

Há pessoas que possuem algumas características que quando são desenvolvidas e reconhecidas transformam-se em talento.
Reparem no jeitinho com que esta senhora sopra a franjinha e reparem no fantástico som que ela emite quando o faz ;)
Simplesmente fantástico!!!

video

ZON


Isto da TV cabo tem muito que se lhe diga...

Eles estão sempre a inventar novas formas de sacar massas ao pessoal.

E o MEO veio fazer com que as ofertas da ZON sejam mais competitivas. Ainda bem!

Num destes dias descobri que tenho muitos mais canais abertos. Andei a investigar e há alguns bem maneiros aos quais posso posso vir a ficar addicted (hoje estou poliglota).
Pensei: "yaaaaaa, tenho o fox, o fox Crime (e outros que nem sei o nome), boaaaa, mais séries!Yuuupppiiiii"

No entanto acautelei-me e pensei novamente: "Espera aí, Kruella com de, que a factura este mês está atrasada e quando chegar deves ver o que eles vão cobrar!"

A factura chegou hoje e nesta vinha o "Pacote Max" ora o pacote que eu tinha era o "familiar", que era o básico dos básicos.
Logo abaixo vinha um desconto para o "Pacote Max".
O pessoal quando vê um desconto fica muito contente, dá pulos e bate palmas.
No entanto antes do meu corpo explodir de alegria, e começar a fazer a dança da chuva, fui ver o que tinha pago nas facturas anteriores e desta vez já não pensei, disse-o mas disse-o em voz baixa, só para mim :
"Kruellita os gajos são manhosos...não pagas mais, agora, mas assim que te tirarem o desconto vão dizer que este era só por uns meses e depois tens que arrotar com o Pacote Max...Kruellita, Kruellita pega no telefone e vai azucriná-los!"

Foi o que fiz. Pois claro. Nestas coisas, de me irem ao bolso, não sou de deixar andar...

Expus-lhes a minhas questões quanto à mudança sem a minha autorização, depois das explicações deles, que acolhi de bom grado, deixei bem claro que "os ia ter debaixo de olho", só para não pensarem que me convenceram logo à primeira.
.

Forever young

Forever young, I want to be forever young

Do you really want to live forever, forever and ever

Nota: Ora aqui está uma música com uma letra muito bem feita: primeiro afirma depois começa a questionar-se. Será?

Do melhorzinho...




Dentro do mundo real com poucas situações de "isto jamais aconteceria desta forma" estas duas séries foram elegidas, por mim, como as melhores que actualmente passam na TV. Com a tragédia e o drama a contrabalançar com algum humor tornam menos saturantes.

Falar do quÊ?


Ora deixa cá ver...nhanhanham...nhanhanham...de que posso falar hoje?


Tenho um tema (heroinas/gladiadoras) de que poderia falar e está mesmo debaixo das unhas mas tem que ser mais refinado na cabeça para as palavras não sairem aos tropeções e depois ficarem frases incompreensíveis. Ou então será mais um daqueles em que penso e depois esqueço-me de falar sobre ele!

Podia até falar do quase comentário que ia deixando num blog mas depois...pppuuuuufffffff...não comentei e o tempo faltou e a vontade desapareceu.

Podia falar do canix/gajix mas precisa de refinação...

De resto não me lembro de mais nada...ando com falta de inspiração...daqui a bocado quando estiver a trabalhar, (in)justamente quando não posso, vem um vipe por mim acima e depois vai por mim abaixo, como um vislumbre, e esqueço-me do que ia para dizer.
Conclusão: Tenho que limpar as unhas ;)
.

A informática que há em mim...


...é nula!

Computadores para mim só como utilizadora. O hardware senão trabalha leva com pancadas e o software por vezes é um bicho de sete cabeças. Não sei fazer instalações de software a não ser aqueles que se podem fazer grátis e que são simples é só carregar nos botanecos que dizem next, continue, mudar a bolinha para o aceito as regras, continue, next e finish. Isto é simples e é a isso que estou habituada. Com coisas mais complicadas...epá...é o tal bicho em que as cabeças terão que ser cortadas uma a uma...

Este fim de semana pedi ajuda a alguém que perdeu a cabeça comigo (embora eu não ache que ele seja um bicho...não achava...porque depois o homem virou onça) só porque não percebi o que ele queria dizer e o que ele me instruía para fazer..fiquei de beicinho para o PC

Em vez de me confrontar com um bicho de 7 cabeças vi-me com um destes e mais uma onça...ora a minha vida...agora não me resta muito senão amansar a onça e livrar-me das seis cabeças para ficar só com um bicho...enfim.

Começo a semana de beicinho (e não posso estica-lo muito senão o bicho come...ehehehehe) a ver vamos como corre o resto!
!

Verdade verdadinha


Mentira - 1. Num exercício de incêndio, num edifício onde estava a fazer massagem linfática, vi-me obrigada a vir só com um lençol em cima da pele para a rua! Atiraram-me com uma mangueirada de água, ainda hoje não sei porquê e aquela porra tava fria como o raio, e fiquei visivel por baixo de lençol que se agarrou ao corpo!
Como o PP disse e muito bem jamais num exercicio os bombeiros atirariam água para as pessoas!

Verdadeira - 2. Num dia em que tinha demasiada sede bebi lixívia. Quando tinha cerca de 8-9 anos estava com tanta sede que agarrei no meu copo de plástico, enchi de água e bebi. O que eu não sabia era que o copo já estava meio de lixívia. A sorte foi que assim que foi para dentro veio tudo para fora...a água e quase o estômago também!

Verdadeira - 3. Salto por cima de obstáculos, faço tiro ao alvo com besta, magnum (a minha arma preferida) ou shotgun, corro e já cheguei a fazer uma pirueta na perfeição. Faço isto tudo só com os dedos, no teclado, e a comandar a Lara Croft. Ando a desconfiar que tenho um fetiche lésbico por ela o que me vale é que ela é só virtual e não insuflável senão já tinha passado para o plano físico...só para ver se ela conseguiria fazer cambalhotas tão bem como o faz virtualmente.

Verdadeira -4. Devido a circunstâncias várias tenho algemas à mão. No quarto...é o único sitio onde as tenho à mão...são para brincar...if you know what I mean!

Mentira - 5. Já entrei num concurso de luta na lama e perdi logo no 1º round por causa, obviamente, dos cabelos compridos (que devia ter apanhado) pelos quais fui agarrada e obrigada a esfregar a cara na lama. Jamais entraria num concurso que soubesse à partida que ia levar um tareão...era o ias.

Verdadeira - 6. Tenho a marca do renascimento em mim devido a uma mudança hormonal. A Fenix, a minha Tramp tatoo e que muita boa gente lhe chama "o frango no churrasco" foi feita 5 meses depois de ter o gajix.

Verdadeira - 7. Faço xixi de pé por pura preguiça. Quando entro no duche e deixo cair a água no corpo por vezes dá-me vontade para fazer xixi e não estou para ir até à sanita, molhar a tampa com o corpo e voltar a enxuga-la...afinal é tudo lavado, mesmo, mais vale abrir logo as comportas.

Mentira - 8. Uma vez fiz teatro mas com os nervos esqueci-me da única fala que tinha e fiz um som como "nhanha bernhan panha" e a coisa seguiu como se eu tivesse dito tudo certinho. Ainda levei com uma ovação de pé juntamente com os outros actores...mas desconfio que não devia ser por mim...só uma desconfiança. Apesar de já ter cantado para uma plateia nunca fiz teatro...tenho muita vergonha!

Verdadeira - 9. Por vezes tenho em mãos centenas de vida que podem correr risco se eu tomar a decisão errada. Crio vidas e com ela edifícios militares, científicos entre outros e se me decidir a fazer uma ofensiva posso perder centenas de soldados...estou obviamente a falar do melhor jogo de estratégia que conheço: Command & Conquer Red Alert.
.

O beijo da galinha


As galinhas são criaturas estranhas, fazem cocó-ro-cocó, quando andam aflitas para pôr o ovo, paupau pahpah quando, aliviadas, acabam de pôr o ovo, espacejam, esgaravatam e comem de tudo um pouco...

...e quando lhe encostamos um dedo no orifício de saída ela inadvertidamente têm movimentos de contracção.

Quem olha para aqueles movimentos no cu da galinha só pode comparar aquilo ao movimento que nós fazemos com os lábios quando soltamos beijos.

Portanto daqui depreende-se que o contacto anal provoca na galinha a vontade de dar beijos.
.

Se eu minto logo existo


Já toda a gente sabe como isto funciona.

Já toda a gente sabe como eu funciono...por isso...desculpem qualquer coisita...das 9 frases cá vão 3 mentiras.

1. Num exercício de incêndio, num edifício onde estava a fazer massagem linfática, vi-me obrigada a vir só com um lençol em cima da pele para a rua! Atiraram-me com uma mangueirada de água, ainda hoje não sei porquê e aquela porra tava fria como o raio, e fiquei visivel por baixo de lençol que se agarrou ao corpo!

2. Num dia em que tinha demasiada sede bebi lexivia.

3. Salto por cima de obstáculos, faço tiro ao alvo com besta, magnum (a minha arma preferida) ou shotgun, corro e já cheguei a fazer uma pirueta na perfeição.

4. Devido a circunstâncias várias tenho algemas à mão.

5. Já entrei num concurso de luta na lama e perdi logo no 1º round por causa, obviamente, dos cabelos compridos (que devia ter apanhado) pelos quais fui agarrada e obrigada a esfregar a cara na lama.

6. Tenho a marca do renascimento em mim devido a uma mudança hormonal.

7. Faço xixi de pé por pura preguiça.

8. Uma vez fiz teatro mas com os nervos esqueci-me da única fala que tinha e fiz um som como "nhanha bernhan panha" e a coisa seguiu como se eu tivesse dito tudo certinho. Ainda levei com uma ovação de pé juntamente com os outros actores...mas desconfio que não devia ser por mim...só uma desconfiança.

9. Por vezes tenho em mãos centenas de vida que podem correr risco se eu tomar a decisão errada.



Agora é favor de fazer as vossas adivinhas! Ass mentira serão reveladas na sexta-feira.

Matematizando a vida


A nossa vida pode ser vista como uma linha recta, com algumas curvas pelo meio para contornar alguns obstáculos. Com sorte fazemos perpendiculares a várias outras vidas que nos iluminam o caminho e com muito mais sorte caminhamos paralelamente a tudo o que de mau esta tem para nos oferecer.

Aritmeticamente somamos as experiências, negativas e positivas, e tentamos dar um rumo ao nosso caminho, subtraindo as partes que não nos interessam, fazendo divisões sentimentais em compartimentos e multiplicando os nossos esforços para chegarmos ao fim da linha.

No entanto se deixarmos que os desvios ocorridos nos cortem alguma da nossa racionalidade em vez de chegarmos realmente inteiros ao final da etapa...apenas simulamos percursos em circunferências e não avançamos ou evoluímos muito pouco só pela adição de experiências.

É a constante que nos mantém seguros ao nosso ser mas são as variáveis que nos fazem entrar em teoremas.
Tropeçamos em variáveis, que nos podem assustar se não forem devidamente equacionadas. Somos, por vezes obrigados a arranjarmos um denominador comum para podermos chegar a um resultado seguro.

Ordinariamente seguimos a extensão natural da vida por forma a que consigamos encaixar um pouco do nosso saber ao infinito que nos espera. Fazemos de tudo para que o vazio nunca seja o resultado da conjunção entre dois ou mais grupos de entendimentos e sentimentos.

Somos integralmente um ser colectivo por isso tentamo-nos afastar de qualquer situação potenciada a um conjunto vazio uma vez que o resultado será sempre a unidade, a individualidade e a solidão.

Estatisticamente dizemos que temos a probabilidade de encontrar alguém que nos faça feliz, talvez por uma fração de tempo, e assim por indução procuramos o nosso par que num mundo real nos faça sentir inteiros e naturais.

O caminho é apenas um é só uma questão de se fazer contas à vida.

.

Dormir sem cuecas


Tentei e jurei para nunca mais...

Gosto de dormir à vontade...sem nada que aperte...ontem experimentei...dormir sem cuecas.

Dei voltas e voltas na cama...a camisa de dormir incomodava-me e levantei-a até à cintura...

Acho que entretanto devo ter adormecido...porque de repente acordo com a sensação que uma formiga passeava pela minha cara...afastei aquela sensação, emborrachando o que quer que fosse com uma bofetada bem assente, e voltei a adormecer.

Até que de repente abri um olho e depois o outro...comecei a imaginar que se houvesse formigas no quarto (nunca lá vi alguma mas a minha imaginação de noite toma proporções dantescas) elas podiam...hummmm...bom eu estava sem cuecas, né? e isso assusta...quando pensamos que um bicho que não seja o papão pode entrar por ali adentro...

Dormi mal toda a noite...com receio que a formigada...se lembrasse...podia ter vestido umas cuecas...pois podia...mas acham que eu entre a soneira e o receio de ser atacada me lembrei disso?

?

Entrelaçados


Dás-me a mão para eu pegar e só ficas satisfeito quando entrelaçamos os dedos...e é assim que preferes adormecer.

Acho ternurento pela insistência com que mantens a tua mão na minha...eu que jamais seria capaz de ter dedos maiores entrelaçados no meus pelo desconforto que provocaria, apercebo-me que a ti pouco importa que a tua mão seja tão pequenina na minha...é assim que adormeces.

E da segurança que a minha mão te dá quando temos os dedos entrelaçados nascem laços mais profundos que aqueles que as palavras podem definir por serem do tamanho do infinito.
.

Sonhos com significado


Primeiro devo dizer que eu sonho a cores e na maior parte das vezes lembro-me sempre dos meus sonhos...por vezes durante semanas.

Hoje tive um sonho...devo dizer peculiar!

Estava numa sala em reunião com dois dos meus colegas de trabalho e de repente senti o nariz "estrangulado". Levei a unha à narina e saiu um "macaco" daqueles verdes ainda com algum muco agarrado. Fiquei impressionada com o tamanho porque era muito maior que a minha narina...mas como metade ainda estava em muco...embrulhei-o muito bem embrulhadinho e foi levá-lo para o depositário de macacos.

Significado que atribui ao sonho: Hoje vou fazer um teste de inglês para o qual, por ser só para o professor saber a quanto andamos, eu pouco caso fiz e não estudei quase nada. Estou, agora, um pouco preocupada mas acho que uma vez feito será como...o macaco retirado...e respirarei um pouco melhor!
!

A louca sou eu?





Faça você também Que
gênio-louco é você?
Uma criação de O Mundo Insano da Abyssinia


Ideia roubada da noiva Judia...
O meu teste deu esta pessoa...curiosamente falei dele à pouco tempo.
Quanto às frases chaves do teste talvez até seja significativa mas enigmática...só quando faço estrabismo convergente com olhos (claro whatelse?)
.

Começou o extreminio


Ontem a enquanto escrevia um email...no portátil...vejo um movimento escuro em cima das teclas claras.

Era...imaginem...uma formiga!
Tentei enxutá-la com a ponta dos dedos mas não a atingi e vi-a a escapar-se a toda a pressa.

Não fiz mais caso e voltei a minha atenção para o email.

Estava eu num impasse a pensar como deveria começar a expressar-me quando a vejo a correr outra vez entre teclas.

Fiquei à espera que ela entretanto emergisse para eu a esmagar com um dos meus delicados dedos e...nada!

Depois de um minuto com a cara chegada ao portátil, numa concentração visual que já me estava a provocar tonturas, e sem a conseguir ver entre as ranhuras das teclas decidi ignora-la...pus o nariz para cima, rodei ligeiramente a cabeça e demonstrei assim todo o meu desprezo pela pequena criatura.

Recomecei a escrever o meu email e vi-a. Corria, corria, corria. E eu digo corria porque tentei várias vezes acertar nela com os dedos e nunca lhe acertei...
O pior é que de cada vez que a via ela corria, em ziguezague ( a cabra) para um lado e depois sempre em ziguezague para o outro. Escondendo-se no entremeios...ainda cheguei a pensar que seriam pelos menos duas ou três formigas, altamente organizadas, porque eu só via uma de cada vez. Dei tantas dedadas nas teclas que ainda pensei que teria acertado mas sem cadáver e sem alguma espécie de nhanha agarrada ao dedo...Safou-se/safaram-se!

Quando a movimentação acabou...olhei para o ecrã e vi o seguinte no meu email:

"Ex.mos senhores Venho por este meio manifestarrrrgtgst o mkkkhhjhjhhs desaasasagraddddfttttttt dfgffr mkjkdjhdpppppppppp thhkkkk lkjhuuugv caixa kkkjkkkk PT....telefonnnnenenene semmmmmlkjjdhhh fiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiioooooossss"

Desisti...hoje faço o email...levantei-me, tal como um batedor à procura de um rasto, e de spray anti formigas na mão fui até à fila escura que elas formavam e tive a minha revange.
.

Advogados...


Advogado : Essa doença, a miastenia gravis, afecta a sua memória?
Testemunha: Sim.
Advogado : E de que modo ela afecta a sua memória?
Testemunha: Eu esqueço-me das coisas.
Advogado : Esquece... Pode nos dar um exemplo de algo que você tenha
esquecido?
__________________

Advogado : Que idade tem o seu filho?
Testemunha: 38 ou 35, não me lembro.
Advogado : Há quanto tempo ele mora com você?
Testemunha: Há 45 anos.
_____________________________________________

Advogado : Qual foi a primeira coisa que o seu marido disse quando
acordou aquela manhã?
Testemunha: Ele disse, 'Onde estou, Berta?'
Advogado : E por que é que se aborreceu?
Testemunha: O meu nome é Célia.
______________________________________________

Advogado : Diga-me, doutor... não é verdade que, ao morrer no sono, a
pessoa só saberá que morreu na manhã seguinte?
_____________________________________________

Advogado : O seu filho mais novo, o de 20 anos...
Testemunha: Sim.
Advogado : Que idade é que ele tem?
______________________________________________

Advogado : Sobre esta foto sua...o senhor estava presente quando ela foi
tirada?
_____________________________________________

Advogado : Então, a data de concepção do seu bebé foi 8 de Agosto?
Testemunha: Sim, foi.
Advogado : E o que é que estava a fazer nesse dia?
_____________________________________________

Advogado : Ela tinha 3 filhos, certo?
Testemunha: Certo.
Advogado : Quantos meninos?
Testemunha: Nenhum.
Advogado : E quantas eram meninas?
______________________________________________

Advogado : Sr. Marcos, por que acabou o seu primeiro casamento?
Testemunha: Por morte do cônjuge.
Advogado : E por morte de que cônjuge ele acabou?
_______________________________________________

Advogado : Poderia descrever o suspeito?
Testemunha: Ele tinha estatura mediana e usava barba.
Advogado : E era um homem ou uma mulher?
____________________________________________

Advogado : Doutor, quantas autópsias já realizou em pessoas mortas?
Testemunha: Todas as autópsias que fiz foram em pessoas mortas...
______________________________________________

Advogado : Aqui no tribunal, para cada pergunta que eu lhe fizer, a
sua resposta deve ser oral, está bem? Que escola frequenta?
Testemunha: Oral.
____________________________________________

Advogado : Doutor, o senhor lembra-se da hora em que começou a
examinar o corpo da vitima?
Testemunha: Sim, a autópsia começou às 20:30 h.
Advogado : E o sr. Décio já estava morto a essa hora?
Testemunha: Não... Ele estava sentado na maca, questionando-se por que
razão eu estava a fazer-lhe aquela autópsia.
___________________________________________

Advogado : O senhor está qualificado para nos fornecer uma amostra de urina?
_____________________________________________

******* Esta é a melhor! ********

Advogado : Doutor, antes de fazer a autópsia, o senhor verificou o
pulso da vítima?
Testemunha: Não.
Advogado : O senhor verificou a pressão arterial?
Testemunha: Não.
Advogado : O senhor verificou a respiração?
Testemunha: Não.
Advogado : Então, é possível que a vítima estivesse viva quando a
autópsia começou?
Testemunha: Não.
Advogado : Como é que o senhor pode ter a certeza?
Testemunha: Porque o cérebro do paciente estava num jarro sobre a mesa.
Advogado : Mas ele poderia estar vivo mesmo assim?
Testemunha: Sim, é possível que ele estivesse vivo e tirando o curso
de Direito em algum lugar!!!

Doce sacana


Ontem quando cheguei a casa liguei logo o portatil e enfiei-lhe pens para proceder à transferência de ficheiros.

Com o tempo a encolher pus a última pen no pc e fui buscar o gajix.

Quando cheguei a casa, com a criatura, esta correu para o sofá e sentou-se pedindo para ver o peixinho (Nemo). Neguei-lhe esse pequeno prazer e disse que só via o peixinho DEPOIS de tomar banho.

Enquanto andava de um lado para o outro a ordenar coisas e a ir buscar a roupa lavada dele ia dando uma olhada para ele e via-o muito satisfeito, no sofá.

Pensei: "Epá, ele está mesmo a ficar grande. Já fica sossegadinho sem fazer estrilhos à espera do banho. Ohhhhhh ele é tão lindo, tãoooo querido, que carinha mais boniiiiita a sorrir candidamente para mim....que fofinho!"

Fomos e viémos do banho. Todo cheirosinho, depositei sua excelência no sofá e pus-lhe a rodar o peixinho (saltando 4 partes...shiuuuuu...ele não sabe) e arrebanhei o portátil para ver como corria as transferências...estas tinham terminado.

Quando fui para "desengatar" a pen só lá tava o "esqueleto"... com os olhos quase a soltarem-se das órbitas ouvi, no fundo da minha cabeça, a música do Psyco...olhei de vesga para o gajix que continuava impávido e sereno a ver o peixinho!

"Nahhhhh! Não pode ter sido esta criatura linda!" - Exclamei eu, em pensamentos.

Olhei novamente para o cartão verde com coisas minusculas de metal soldadas (de nickel ou cobre ou ouro...sei lá eu). Ainda racionalizei que aquela era uma miniatura de algumas que cheguei a ver quando desmontava telefonias, no tempo em que me deixavam sozinha com uma telefonia e chaves de fendas de vários tamanhos e a curiosidade de saber se estas funcionavam se sobreponha à probabilidade de "ouvir" depois da obra feita.

Esta placa de pen vista assim, de cima, parece que tem um grande hangar militar, com um tanque de combustivel e as respectivas casernas, com números e tudo. Quase que se vê as pessoas a andarem de um lado para o outro...bom... já me estou a desviar do assunto.

Procurei, com o olhar, as peças que faltavam e vi-as muito bem ordenadinhas na mesa...lado a lado...a fazerem companhia umas às outras... e o esqueleto ali a piscar, ainda ligado ao portátil...olhei para o gajix que continuava tranquilo e tive que rir, para mim...mas sempre como a música de fundo, do psyco...mais baixinha desta vez.

Sacana que a fez sem eu dar por ela.

Que orgulho.
.

Mastigando séries

Curioso como as séries que agarram audiências têm algumas características em comum...a formula é...tchran...fazer os ex aparecerem na série. Apimentam logo a coisa.

Ally Mcbeal. Ally a pobre tresloucada, foi "obrigada" a trabalhar com o grande amor da sua vida, que a tinha deixado assim do pé para a mão, e não obstante ainda "teve" que trabalhar, sorrir e fazer amizade com a mulher dele...e ve-los a chafurdar na felicidade que era o casamento deles. Todos tão civilizados que até metia impressão...embora a imaginação dela a levasse a imaginar situações bem malvadas para cada um dos dois.

Grey's Anatomy. Meredith Grey, esta mulher indecisa, teve que assistir à vinda da ex do marido que por sua vez viu o amante dela a vir também trabalhar todos no mesmo sitio. Ainda viu aparecer a mãe, o pai, a madrasta e as irmãs...estando agora a ignorar a "litlle grey"...que por acaso quer namorar com o amante da ex mulher do namorado.

Women's Murder Club. Lindsay Boxer esta é uma mulher decidida de perna bem longa, que podia muito bem ser modelo...é "obrigada" a trabalhar directamente com o ex marido que sendo seu superior hierárquico lhe vai dando algum trabalhito.

ALIAS. Sydney Bristow, esta mulher, mais matreira, que as cobras, que distribui pontapés para aqui e para acolá com preferência em cheio nos genitais masculinos...digo eu...ficou com 2 anos...atentem nisto...2 anos...apagados da memória. Para quê? Para acordar e ver o namorado casado com outra mais má que ela e ainda os trata nas palminhas...

Eli Stone. Eli, este advogado alucinado e profeta, acaba com a namorada para dois dias depois a ver a mudar de armas e bagagens para a empresa onde ele trabalha...acabando por a ver a encaixar-se com outro colega que é o seu arqui-inimigo.

O curioso é que cada parzinho tem o mesmo tipo de trabalho e trabalham no mesmo local só para poderem chocar uns contra os outros: Advogados, médicos, detectives, espiões, advogado...haveriam de ser canalizadores ou electricistas...a ver...a ver se tinham os ex a trabalharem ao lado...digo eu!

Filmes vistos

Achei um bom filme de entretenimento um pouco ao sabor de "E tudo o vento levou" só que em vez de algodão tivemos vacas. Gostei da interpretação da Nicole Kidman que sendo australiana fez muito bem o papel de Inglesa.
Este foi o melhor filme desta selecção. Fiquei mesmo na duvida até ao final do filme. De todas as hipóteses possíveis que mentalmente produzi não me consegui decidir por nenhuma. Ficava sempre baralhada com o curso de cada uma das duas personagens principais. Não obstante o final decepcionou-me com aquela choradeira.

Filme brutal. A inocência das crianças que não sabem o que se passa e que não fazem escolhas por preconceitos. Achei muito bom e bem contado e fiquei com o coração apertado com o final.

Para falar verdade não aprecio filmes políticos. Mas este filme mostra que este actor é a versatilidade em pessoa. Ganhou e muito bem o Oscar.


Gostei do filme. Simples. História crua. Realidade dura das crianças que enfrentam os preconceitos entre religiões. Mas só num filme é que podia sair perguntas, neste concurso, cujas respostas fossem rebuscadas ao longo da vida.


.